PSG tenta Cristiano Ronaldo com o dobro do salário

Clube francês disposto a pagar 45 milhões de euros por temporada ao internacional português, segundo jornal AS

O Paris Saint Germain quer aproveitar a "insatisfação" manifestada por Cristiano Ronaldo sobre a sua situação em Madrid e está disposto a dobrar o salário atual do internacional português, colocando-o ao nível do auferido pelo argentino Lionel Messi no Barcelona.

Segundo publica esta quarta-feira o jornal espanhol AS, o PSG, clube que tem como diretor desportivo o português Antero Henrique, pode oferecer 45 milhões de euros de salário anual líquido a Cristiano Ronaldo, que ganha atualmente cerca de 21 milhões no Real Madrid.

O facto de o clube merengue ainda não lhe ter revisto o salário para níveis semelhantes ao de Messi (45 milhões/ano) ou de Neymar (30 milhões/ano no PSG) é apontado como uma das razões para Cristiano Ronaldo ter aberto a porta de saída do clube espanhol, logo após a conquista da Liga dos Campeões, no último sábado.

O jornal AS escreve que o PSG sonha com juntar Ronaldo num trio ofensivo com Neymar e Mbappé e que o presidente Al Khelaifi já terá contactado o empresário Jorge Mendes. Mas há dois obstáculos: o facto de Florentino Perez, presidente do Real Madrid, só aceitar vender Ronaldo (que, recorde-se, tem uma cláusula de mil milhões) se isso servir para ter Neymar em troca; e o fair-play financeiro da UEFA, que tem apertado a vigilância sobre o clube parisiense detido pelo fundo QSI, ligado ao governo do Qatar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG