Presidente do Comité Olímpico Internacional fez videochamada com Peng Shuai

Peng Shuai apareceu este domingo num torneio de ténis em Pequim, de acordo com fotografias oficiais do evento.

O presidente do Comité Olímpico Internacional, bem como a líder da Comissão de Atletas e um membro do Comité Olímpico chinês falaram este domingo, por videochamada, com a tenista Peng Shuai, desaparecida desde que denunciou um ex-alto funcionário do governo.

Segundo o Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, Emma Terho e Li Lingwei conversaram "durante 30 minutos" com a tenista, desaparecida após acusar um ex-vice-primeiro-ministro da China de violação.

Em comunicado, dão conta de que Shuai estará "sã e salva em casa, em Pequim, e quer que a sua privacidade seja respeitada".

"Fiquei aliviada de ver que Peng Shuai estava bem, porque era a nossa principal preocupação. Parecia relaxada, e ofereci-lhe apoio", declarou Emma Terho, citada em comunicado.

Já Bach convidou a tenista para jantar em janeiro do próximo ano, quando visitará o país a caminho dos Jogos Olímpicos de Inverno, marcados para a capital chinesa.

Depois de uma onda de indignação internacional, incluindo das Nações Unidas e de algumas das maiores estrelas do ténis, os media estatais chineses lançaram alguns vídeos da tenista com o objetivo de mostrar que está tudo bem.

Peng Shuai apareceu este domingo num torneio de ténis em Pequim, de acordo com fotografias oficiais do evento.

Peng Shuai, 35 anos, antigo número um mundial na variante de pares e uma estrela do desporto na China, não tinha sido visto publicamente desde que acusou Zhang Gaoli, um poderoso ex-funcionário do Partido Comunista, 40 anos mais velho, de a ter coagido a fazer sexo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG