Exclusivo O peso que Auriol carrega: "Ainda não chega..."

Campeã da Europa do lançamento do peso ambiciona medalhas em todas as provas, e ontem ganhou o ouro na Taça da Europa, última prova antes dos Mundiais. Para ela nada supera representar Portugal. Ainda não esqueceu o 4.º lugar em Tóquio 2020 e mostra que é possível ser mãe e atleta de alta competição.

Auriol Dongmo vive para as medalhas e nunca lançou o peso tão longe como agora. Ontem, nem a chuva e o vento a impediram de conquistar o ouro na Taça da Europa de Lançamentos, em Leiria, com um ensaio de 19, 68 metros. É a terceira melhor marca de sempre da atleta portuguesa que ainda há duas semanas colocou a fasquia nos 19.90 metros nos Campeonatos Nacionais, em Pombal. Uma marca que lhe valeu o recorde pessoal, nacional e a melhor marca mundial do ano. Nessa altura, o estádio aplaudiu-a, mas ela nem esboçou um sorriso: "Ainda não chega para uma medalha nos mundiais."

É nesta luta diária e constante consigo mesmo que a atleta portuguesa se supera a cada ensaio. Sabe que é uma boa marca, mas sonha alto, atreve-se a querer mais, sente que "o corpo já tem aprisionado" o lançamento que quer e só falta "um clique no momento certo" para o libertar. E espera que seja assim nos Mundiais de pista coberta de Belgrado, entre 18 e 20 de março.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG