Marcelo e António Costa assistem ao Portugal-Bélgica

Partida realiza-se esta terça-feira em Leiria às 19.45

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Primeiro-Ministro, António Costa, vão assistir ao encontro particular entre Portugal e a Bélgica.

Além de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, também vão estar em Leiria, na terça-feira, o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e o presidente do Tribunal Constitucional, Joaquim Sousa Ribeiro.

De acordo com fonte da FPF, também entre os convidados do encontro particular vai ainda estar o xeque David Munir, imã da Mesquita Central de Lisboa.

Manuel Clemente, Cardeal Patriarca de Lisboa, e António Marto, bispo de Leiria-Fátima, foram igualmente convidados, mas não vão poder estar presentes.

O encontro entre Portugal e Bélgica estava inicialmente marcado para Bruxelas, mas acabou por ser transferido para Leiria devido aos atentados da semana passada na capital belga, reivindicados pelo autodenominado Estado Islâmico e que causaram mais de três dezenas de mortos.

O Portugal-Bélgica, o segundo de cinco testes que a seleção nacional já ter antes da fase final do Euro2016, está agendado para as 19:45, no Estádio Municipal de Leiria.

A PSP emitiu esta segunda-feira um comunicado a anunciar "um reforço ao normal dispositivo de segurança" para o particular entre Portugal e Bélgica. A PSP justifica o "reforço ao normal dispositivo de segurança" por ser "expectável uma elevada afluência de espetadores e porque o processo de controlo e admissão ao estádio será particularmente reforçado" na sequência dos atentados de Bruxelas, pedindo ao público que "evite transportar mochilas, sacos ou outros objetos que, pela sua dimensão e conteúdo, possam atrasar os processos de revista preventiva para o acesso ao estádio".

As autoridades reforçam, contudo, que "não existe qualquer risco adicional identificado para este evento e que as medidas implementadas são apenas preventivas, considerando o período que atravessamos, sendo intenção assegurar que todo o espetáculo desportivo decorra dentro da maior tranquilidade e normalidade".

Exclusivos