Leicester desiste de recorrer por Adrien ao TAS

"Continuaremos a apoiar o Adrien em qualquer recurso pessoal que deseje realizar", refere o Leicester em comunicado

O Leicester anunciou esta terça-feira ter desistido de recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) da rejeição da inscrição de Adrien Silva por parte da FIFA, mas apoia o médio em "qualquer recurso pessoal que deseje realizar"

"Foi nossa intenção enviar um pedido ao TAS para que o procedimento pudesse ser resolvido o mais rápido possível. No entanto, ficou claro para nós que a FIFA não apoiará um processo acelerado, forçando o clube a aceitar relutantemente a decisão do Comité de Estatuto dos Jogadores da FIFA", disse um porta-voz.

Em causa está o facto de a FIFA ter rejeitado o recurso do Leicester para poder inscrever o ex-leão Adrien Silva, depois de os documentos da transferência do Sporting para o clube inglês terem sido entregues com um atraso de segundos

Os documentos da compra do internacional português pelo Leicester entraram no sistema de transferências da FIFA 14 segundos depois do fecho de mercado a 31 de agosto, pelo que Adrien Silva apenas poderá jogar pelo clube inglês a partir de 01 de janeiro.

"A nossa frustração com a recusa da resolução do processo duplica a nossa deceção face ao resultado de todo este processo e, enquanto o clube sente ser impotente para contrariar a decisão, continuaremos a apoiar o Adrien em qualquer recurso pessoal que deseje realizar", refere o Leicester.

O porta-voz do Leicester disse ainda que o clube pretende registar Adrien Silva "o mais cedo possível" e que até isso acontecer o jogador internacional português "ficará a treinar com a equipa e sob a supervisão da equipa técnica e médica".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG