Kikas chegou, viu e venceu a 2.ª etapa da Liga Moche

Frederico Morais e Carol Henrique triunfaram na praia do CDS na Costa de Caparica, num dia com difíceis condições do mar

Para o atual campeão nacional de surf, que não pôde estar presente na etapa inaugural do campeonato, recuperar os pontos perdidos não foi problema. Frederico Morais, que já disse que pretende renovar o título, venceu ontem o Allianz Caparica Pro, a segunda prova do calendário.

"Não há melhor maneira de entrar na Liga", sublinhou Kikas após a vitória. "Ao início custou-me por causa do frio, não estava habituado porque estive três meses na Austrália. Mas foi um bom campeonato. Na final apanhei muitas ondas porque acho que, neste tipo de mar, o truque é apanhar tudo o que mexe e procurar a melhor onda. Foi essa a minha estratégia nas baterias e resultou perfeitamente. Agora é ver como correm as próximas etapas e espero continuar este momento", concluiu.

O dia de prova na praia do CDS foi curto com apenas quatro disputas - equivalentes a duas horas de competição - e começou antes das 08.00 da manhã, uma vez que para o início da tarde estava prevista chuva forte e um agravamento das difíceis condições do mar. Assim, na primeira bateria do dia, Kikas não teve qualquer piedade de José Ferreira, controlando a disputa do início ao fim. Na outra meia-final, Filipe Jervis estava determinado a usar o embalo da surpreendente vitória de sábado nos quartos-de-final frente a Tiago Pires, mas Gony Zubizarreta, surfista espanhol residente na Ericeira há anos, usou a sua experiência para virar o placard a poucos minutos do fim, repetindo a final alcançada na primeira etapa, realizada no mês passado na praia de Ribeira d"Ilhas, que acabou por vencer.

Enquanto os dois surfistas aguardavam o último confronto, Teresa Bonvalot e Carol Henrique discutiam já sob alguma chuva a final feminina. Apesar de ter feito a melhor onda, um 6,25, Teresa, bicampeã nacional, não conseguiu encontrar muitas mais oportunidades nas difíceis condições. Aproveitando-se da falta de sintonia da adversária, Carol manteve-se sempre enérgica e com isso foi construindo a sua liderança. A surfista luso-brasileira terminou a bateria com uma soma de 10.75 pontos, suficientes para bater os 7.35 de Bonvalot, alcançando assim a sua primeira vitória na Liga.

"Estou muito contente. Queria muito vencer aqui. Claro que queremos sempre ganhar, mas nesta semana eu tinha metido na cabeça que ia vencer. Treinei-me muito e tentei perceber como funcionam as ondas e as marés na Costa. Surfei com uma prancha que era do meu irmão [Pedro Henrique e que também compete na Liga] e gostei muito. A minha estratégia foi estar bem ativa na bateria e apanhar muitas ondas porque o mar não estava fácil", explicou a surfista.

Chegou depois a vez dos homens e foi sob chuva forte que Frederico Morais usou toda a sua garra, apresentando uma excelente performance e não dando muita margem de manobra ao seu adversário. Com um percurso em crescendo ao longo dos três dias de prova, Kikas atingiu aqui o seu momento mais alto, faturando 16.20 pontos e deixando Gony em combinação durante grande parte da bateria. E foi já só perto dos minutos finais que o galego conseguiu voltar ao jogo, graças a uma onda de 6.85 pontos, embora pouca coisa pudesse fazer para inverter o placard. Zubizarreta não conseguiu encontrar-se com o mar da mesma forma que Kikas e a vitória do surfista do Guincho foi justa e serena. Apesar da derrota na final, é Zubizarreta quem prossegue na liderança do ranking da Liga, seguido de Vasco Ribeiro e com José Ferreira a fechar o pódio. Frederico Morais é 11.º mas está em grande forma. Já nas senhoras, Carol Henrique e Camilla Kemp repartem o primeiro lugar, seguidas de Teresa Bonvalot na 3.ª posição da tabela.

A próxima etapa da Liga será no Porto, entre os dias 13 e 15 de maio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG