Cristiano Ronaldo admite culpa e paga 14 milhões ao Fisco espanhol

É a primeira proposta concreta do jogador às autoridades tributárias

Cristiano Ronaldo vai pagar 14 milhões de euros ao Fisco espanhol, depois de se confessar culpado dos quatro crimes fiscais de que é acusado. O jogador quer encerrar o processo em que é está acusado de evasão fiscal, em relação a uma dívida de 14,7 milhões de euros pela não tributação dos seus direitos de imagem, entre 2011 e 2014.

A notícia é avançada hoje pelo jornal El Mundo, que adianta que esta é a primeira vez que Ronaldo apresenta uma proposta concreta às autoridades tributárias.

Caso o acordo não seja aceite - o futebolista pretende que o valor proposto pague a dívida e a coima - o atleta português poderá ter de pagar um montante de cerca de 100 milhões de euros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

Há pessoas estranhas. E depois há David Lynch

Ganha-se balanço para o livro - Espaço para Sonhar, coassinado por David Lynch e Kristine McKenna, ed. Elsinore - em nome das melhores recordações, como Blue Velvet (Veludo Azul) ou Mulholland Drive, como essa singular série de TV, com princípio e sempre sem fim, que é Twin Peaks. Ou até em função de "objetos" estranhos e ainda à procura de descodificação definitiva, como Eraserhead ou Inland Empire, manifestos da peculiaridade do cineasta e criador biografado. Um dos primeiros elogios que ganha corpo é de que este longo percurso, dividido entre o relato clássico construído sobretudo a partir de entrevistas a terceiros próximos e envolvidos, por um lado, e as memórias do próprio David Lynch, por outro, nunca se torna pesado, fastidioso ou redundante - algo que merece ser sublinhado se pensarmos que se trata de um volume de 700 páginas, que acompanha o "visado" desde a infância até aos dias de hoje.