"Há coisas que dão vontade de rir, como certas pessoas dizerem que não vale tudo para ganhar"

Treinador do Sporting tentou não comentar diretamente as declarações do técnico portista, que reagiu ao castigo de Pepe, dizendo que "não vale tudo para ganhar". Leões jogam no Dragão com um golo de desvantagem (2-1).

Rúben Amorim tentou evitar "fazer mais comentários" sobre as declarações de Sérgio Conceição, que reagiu ao castigo de Pepe (que tal como Tabata do Sporting foi suspenso 23 dias, devido aos incidentes do clássico de fevereiro), dizendo que "é revoltante" e que "não vale tudo para ganhar", mas acabou por atirar: "Deu-me vontade de rir, comunicados que me dão vontade de rir. Não deveria falar disso, vamos passar para outra coisa."

Tal como aconteceu no Dragão, também em Alvalade, a conferência de Imprensa de antevisão do jogo de amanhã do Sporting com FC Porto, da segunda mão da meia-final da Taça de Portugal, ficou marcada pelos castigos, não só ao portista Pepe, como aos leões Tabata e Matheus Reis. Preparou o jogo a contar com esses jogadores? "Em relação aos castigos, não vou estar a fazer comentários porque não vale a pena, até porque há coisas que dão vontade de rir, como certas pessoas dizerem que não vale tudo para ganhar", respondeu Amorim, num claro recado para Sérgio Conceição.

Depois disse que ainda não tinha "confirmações" em relação à disponibilidade dos jogadores do Sporting, uma vez que há possibilidades de recorrer dos castigos, o que suspenderia a punição de forma imediata: "Jogar contra o FC Porto, seja com que jogadores for, é sempre muito difícil."

O Sporting não vence FC Porto há quatro jogos. "Se olharmos para trás, o FC Porto também não teria vencido o Sporting. O que temos de fazer é marcar mais golos que eles, não temos conseguido fazer porque temos tido empates. O que temos de fazer é marcar mais golos, principalmente quando estamos em vantagem como estivemos no último jogo", disse o técnico leonino, avisando que o adversário "é perigoso" em todas as fases do jogo. "Seja em contra-ataque, ataque organizado, segundas bolas... temos de nos focar no que eles fazem bem, mas principalmente no que nós fazemos bem. Temos de encontrar espaços, etc... o jogo cá [contra o FC Porto] pressionaram diferente. Temos um plano de jogo e vamos tentar segui-lo. Os jogadores conhecem bem a nossa forma de jogar, não variamos muito consoante o adversário, e nesse aspeto estamos bem", defendeu Rúben Amorim.

O Sporting visita o FC Porto na quinta-feira, às 20.15, em encontro da segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal e precisa de vencer por pelo menos dois golos de diferença, após a derrota por 2-1 sofrida na primeira mão, em Alvalade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG