Fernando Pimenta no primeiro exame internacional

O canoísta português vai esta sexta-feira iniciar a jornada desportiva na Taça do Mundo de Duisburgo

O canoísta Fernando Pimenta inicia esta sexta-feira a época desportiva internacional na Taça do Mundo de Duisburgo, Alemanha, no primeiro exame de forma frente aos principais rivais na luta pelo pódio olímpico nos Jogos Rio2016.

"É isso mesmo que queremos saber, em que estado estou. O trabalho que tem sido feito. A melhor forma ainda está para vir, em agosto, nos Jogos. Este é um teste para ver como estou em relação aos adversários. Estou bastante apreensivo por ser a primeira competição do ano em ternos internacionais. Que corra bem. Entrar final é primeiro grande objetivo", assumiu à agência Lusa.

O vice-campeão olímpico em Londres2012, em K2 1000, com Emanuel Silva, rejeita qualquer pressão adicional face ao nível de resultados alcançados em 2015, em que não falhou qualquer pódio internacional e venceu, em provas diferentes, todos os principais atletas mundiais.

"Não há pressão. Faço o que gosto e como gosto e os resultados têm aparecido. É continuar a aplicar-me a 100 por cento. Fiz as coisas bem e os resultados foram aparecendo. Todos os dias é uma batalha diferente. Tenho de seguir com o trabalho", vincou o canoísta, de 26 anos.

Fernando Pimenta admite que sonha com novo pódio no Rio de Janeiro, onde competirá em K1 e K4 1000, mas recorda que para o êxito "não basta chegar lá e 'sacar' a medalha".

"É o sonho de qualquer atleta, não se pode negar, mas não é chegar lá e sacar a medalha. Os outros querem o mesmo. A canoagem está com nível muito alto. Deu para ver nos Mundiais e agora na classificação (olímpica) Europeia. É a doer. Na canoagem tudo é possível, como ficarem de fora do Rio2016 atletas campeões olímpicos e medalhados em Europeus e Mundiais. É estar bem preparado e num dia bom", vaticinou.

A alternância de atletas nos principais pódios internacionais é vista como uma mais-valia para o espetáculo nos Jogos, "pois entusiasma mais os atletas, é mais renhido e divertido".

Esta manhã Fernando Pimenta integra a seleção de 11 atletas que inicia a I Taça do Mundo de velocidade, na qual participam seis dos sete apurados lusos para os Jogos, faltando Teresa Portela, que não viajou para a Alemanha por questões de saúde.

O selecionador Ryszard Hoppe e os técnicos nacionais Hélio Lucas e José Sousa lideram o grupo que vai disputar nove provas, destacando-se a luta interna pela vaga olímpica pelo lugar de C1 200 metros, entre Hélder Silva e Tiago Tavares.

Fernando Pimenta, Emanuel Silva, João Ribeiro, David Fernandes, Francisca Laia, Beatriz Gomes e Helena Rodrigues competem nos caiaques, enquanto Hélder Silva, Tiago Tavares, Bruno Afonso e Nuno Silva compõem a equipa das canoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG