Eusébio esteve perto de ir para o Atlético de Madrid, conta Jorge Mendonça

'Pantera Negra' esteve perto de assinar com os colchoneros, mas o Benfica impediu a transferência

Aquele que ficou conhecido como rei do futebol português nos anos 1960, Eusébio da Silva Ferreira, esteve muito perto de assinar contrato com o Atlético de Madrid. A revelação é de Jorge Mendonça, jogador histórico do Sporting que também passou pelo clube espanhol.

Numa entrevista ao jornal desportivo O Jogo, Jorge Mendonça diz que o futebolista esteve muito perto de representar os colchoneros. "Ninguém sabe disto. Naquela altura, na década de 1960, teve um problema grande com o Benfica; questões contratuais. Ficou muito zangado e disse-me: 'Jorge, quero ir para o Atlético, vê lá como podemos tratar disso. Guarda segredo, não digas nada a absolutamente ninguém'".

Na altura, Mendonça ficou encarregado de todas as formalidades. "Tratei de tudo, mas estamos a falar de Eusébio, uma pessoa que era impetuosa. Quando disse ao Benfica que tinha essa possibilidade, não o deixaram vir".

Na entrevista, Jorge Mendonça conta ainda que não jogou pela seleção portuguesa para não cumprir o serviço militar. "Não podia voltar a Portugal: se o fizesse, teria de fazer o serviço militar. Caso contrário, teriam ouvido falar de mim como internacional português, que mesmo assim sou, apesar de ter feito apenas um ou outro particular, um deles, curiosamente, contra Espanha".

Com nacionalidade espanhola desde a década de 1960, Jorge Mendonça chegou a ser considerado um dos 10 melhores jogadores estrangeiros da história do Atlético de Madrid, o que levou a que os colchoneros o convidassem para o último jogo não oficial no Vicente Calderón entre uma equipa de lendas do clube e outra do futebol em geral.

Esta entrevista do histórico jogador do futebol espanhol ao jornal "O Jogo" decorreu na sequência da partida desta quinta-feira entre o Sporting e o Atlético de Madrid, a contar para a primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa. Os dois clubes são-lhe muito queridos: "Sou e serei sempre lagarto, mas não posso esquecer o Atlético. Que seja um grande jogo".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG