Portugal conquista o Europeu na véspera do aniversário do Mundial de Eusébio

Há meio século, no Estádio Old Trafford, dava-se o pontapé de saída do mundial em que Eusébio foi estrela

Foi no dia 11 de julho, exatamente há 50 anos, que teve início o Mundial de Futebol de 1966 e Portugal sustinha a respiração à espera de ver a prestação dos "Magriços" em Inglaterra. Não podia saber então o Pantera Negra e seus companheiros da seleção que meio século mais tarde Portugal iria conquistar a taça gigante do Europeu de Futebol, não no reino de sua majestade mas em terras gaulesas.

No jogo inaugural de Portugal, no dia 13 frente à Hungria, o melhor jogador português - Eusébio - foi lesionado, precisando de assistência no campo. Foi um sobrolho rebentado que teimava em sangrar.

Em 2016, Ronaldo teve mesmo de abandonar o jogo, enquanto Eusébio, em 1966, depois de um curativo, voltou ao relvado para ajudar a equipa das quinas a vencer a Hungria.

Outra das diferenças que não escapará aos adeptos portugueses, estivessem ou não cá para ver, é que, apesar da qualidade do futebol português - afinal foi a primeira vez que a seleção conseguiu apurar-se para um Mundial - e das grandes prestações de Eusébio e restantes "Magriços", o título de campeão do mundo escapou aos portugueses. Volvidos 50 anos, no entanto, os portugueses não deixaram fugir a taça gigante dos campeões da Europa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG