Problemas de saúde mental levam Simone Biles a desistir de final por equipas

A ginasta norte-americana Simone Biles, tetracampeã olímpica de ginástica artística no Rio2016, desfalcou esta terça-feira a seleção dos EUA em plena final feminina por equipas de Tóquio2020. "Tenho de me focar na minha saúde mental", disse a atleta para justificar o abandono da prova.

"Tenho de me focar na minha saúde mental e não colocar em risco a minha saúde e bem-estar", disse a ginasta norte-americana Simone Biles para justificar o abandono em plena final por equipas de ginástica artística, que ocorreu esta terça-feira.

Problemas mentais levaram então a tetracampeã olímpica no Rio2016 a desistir da prova, desfalcando a equipa dos EUA, que viu escapar a medalha de ouro para a Rússia.

Inicialmente, a versão oficial referia-se a "um problema médico" para justificar a desistência de Biles. A Federação de ginástica dos EUA disse à AFP que a atleta iria ser avaliada diariamente para determinar se pode continuar nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

"A Simone retirou-se da final por equipas devido a um problema médico. Ela será avaliada diariamente para determinar se está habilitada para competições futuras", referira o comunicado da federação.

"A lidar com demónios"

Agora Biles veio esclarecer a situação admitindo que foram problemas de saúde mental que a levaram a abandonar a prova. "Assim que piso o praticável sou só eu e a minha cabeça a lidarmos com demónios (...)", afirmou. "Tenho de fazer o que é melhor para mim e focar-me na minha saúde mental e não colocar em risco a minha saúde e o meu bem-estar"

A norte-americana referiu também que não são só atletas que estão em competição, "somos pessoas no final do dia". "E, às vezes, temos de dar um passo atrás".

Biles afirmou que não está lesionada e que a decisão que tomou serve exatamente para não ter lesões futuras. "Não queria ir para competição e fazer algo estúpido e magoar-me. Sinto que o facto de haver muitos atletas a falar sobre saúde mental ajudou-me imenso. São os Jogos Olímpicos, é algo muito importante. No fim do dia não queremos acabar a sair de maca", disse.

A norte-americana Simone Biles, de 24 anos, considerada uma das melhores ginastas de sempre, ausentou-se por momentos durante o concurso por equipas, acompanhada pelo médico da seleção dos Estados Unidos, regressando algum tempo depois para abraçar as colegas Grace McCallum, Sunisa Lee e Jordan Chiles, descreve a Lusa.

Antes tinha sido substituída nas barras assimétricas, trave e solo.

Aos jornalistas, Biles afirmou que a equipa está a planear um "dia de descanso mental" na quarta-feira.

A equipa norte-americana, cujo domínio da modalidade já tinha sido ameaçado pela Rússia, que se impôs na ronda de qualificação para a final desta terça-feira, ficou em posição ainda mais fragilizada para defender em Tóquio a medalha de ouro conquistada há cinco anos, no Rio de Janeiro.

Simone Biles, que no Rio2016, além da medalha de ouro por equipas, conquistou também os títulos olímpicos no concurso completo e em dois aparelhos (salto e solo), está qualificada para as cinco finais individuais dos Jogos Tóquio2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG