Emblema do Real Madrid perde a cruz no Médio Oriente

Há duas versões de produtos do clube espanhol consoante o mercado a que se destinam

O emblema do Real Madrid vai ser modificado em em alguns países do Médio Oriente: a cruz situada sobre a coroa desaparece. O grupo Marka, que assinou acordo com o clube espanhol para produzir, distribuir e vender os artigos do Real nos Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Qatar, Kwait, Bahrein e Omã, anunciou que a medida tem por objetivo não ferir suscetibildades de âmbito cultural.

O vice-presidente da Marka afirmou à agência Reuters que o Real Madrid tem duas versões dos seus produtos para o mercado do Médio Oriente e que a empresa iria usar a coroa sem a cruz cristã. "Temos de ser sensíveis em relação a outras regiões do Golfo que são sensíveis a produtos que têm a cruz", afirmou Khaled al-Mheiri, o administrador da empresa que também é proprietário de um café do Real Madrid no Dubai.

Os seis países onde a Marka vai vender, a partir de março, os produtos do clube são todos de maioria muçulmana.

O acordo não se aplica às réplicas das camisolas, que são vendidas no Dubai com a cruz no logótipo.

Já em 2014, quando era patrocinado nas camisolas pelo Baco Nacional de Abu Dhabi, o Real Madrid havia retirado a cruz.

Atualmente, o clube tem o patrocínio da companhia aérea Emirates, nas camisolas, e do fundo de investimento

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG