Benzema sobre caso Valbuena: "Foi tudo um grande mal entendido"

Jogador disse ainda que espera voltar à seleção francesa e com a ajuda do amigo vencer o Euro 2016

Benzema negou ter chantageado Mathieu Valbuena, com a publicação de um vídeo intimo. E que espera voltar à seleção - foi suspenso desde que foi indiciado por chantagem - poder ganhar o Euro 2016. "Espero que isto termine bem, que tudo fique bem, o Mathieu (Valbuena), eu, o meu amigo, e que voltemos à seleção francesa para ganhar o Europeu", disse o jogador do Real Madrid, esta quarta-feira, em entrevista à TF1. E garantiu que não é nenhum criminoso, como o estão a tratar: "É um bombardeio. Acusam-me, caluniam-me como se eu fosse um criminoso, são coisas horríveis."

O Le Monde ia estragando a festa ao TF1. No dia em que a televisão francesa emitiu a entrevista a Benzemana o jornal publicou esta quarta-feira o depoimento do jogador em tribunal, depois do qual foi indiciado por chantagem. "Foi tudo um mal-entendido", disse o jogador diante da juíza Nathalie Boutard, no começo de novembro, em Versalhes. "Creio que este é tudo um grande mal-entendido. Inicialmente, queria informá-lo da história e ajudá-lo. Isso é o que eu estava fazendo. Trata-se de alguém que joga comigo na seleção da França, é um amigo. Queria que conhecesse esta história e falar com ele para dizer que também tinha acontecido comigo e ver o que ele pensava", afirmou, segundo o jornal francês.

Benzema confirmou seu envolvimento com Karim Zenati, amigo de infância, e o conteúdo de uma escuta telefonica sobre a situação de Valbuena. "Tratava de um vídeo a sério, e isso foi o que disse a Mathieu (Valbuena). Expliquei a ele tudo o que me contou Karim (Zenati), porque é meu melhor amigo e confio nele. Pode-se escutar durante toda a conversa que estou brincando e que só falo de ajudá-lo. Não havia segundas intenções em minha oferta de dar uma mão", defendeu o avançado

No entanto caiu em contradição. O avançado alegou nunca ter visto o vídeo, e ter tomado conhecimento dele apenas através de um amigo de Karim Zenati. O que contradiz o que disse ao jogador do Lyon, segundo as escutas telefónicas.

Questionado sobre o uso do termo tarlouze - uma ofensa contra a opção sexual de alguém, em francês -, Benzema afirmou que tem o hábito de chamar companheiros assim: "Obviamente, estava chateado. Pensei que (Valbuena) me fosse denunciar à polícia. Uso esse termo com frequência com os meus amigos, a qualquer um. Para mim e a minha geração, não é uma palavra ofensiva".

O advogado de Benzema, Alain Jakubowicz, mostrou-se revoltado por o depoimento ter sido passado à imprensa francesa: "Tenho 40 anos neste trabalho e nunca tinha visto isto. Estou absolutamente chocado. Perceberam que o processo verbal, com as perguntas do juiz e as respostas de Benzema, está nesse jornal. Isso é totalmente inaceitável. Colocaram o dossier nas mãos deles (jornalistas)."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG