"Investigações? No que me diz respeito e aos jogadores há mérito"

Rui Vitória reagiu às polémicas que envolvem o clube no caso dos emails e e-toupeira com a recente detenção de Paulo Gonçalves, mas preferiu desvalorizar, elogiando a equipa

O Benfica joga esta tarde na Luz contra o Desportivo das Aves (18.15, BTV), mas o tema principal da conferência de imprensa de Rui Vitória foram as recentes polémicas que envolvem o clube fora das quatro linhas - depois do caso dos emails, esta semana rebentou o caso e-toupeira, que levou à detenção de Paulo Gonçalves, assessor jurídico do clube, que está indiciado do crime de corrupção e quatro de violação do segredo de justiça. Para o treinador, contudo, estas situações não retiram o mérito ao que foi conquistado pelas águias nas últimas temporadas.

"Quando se ganham títulos e triunfos como tivemos, é o trabalho de muita gente que está em causa, ninguém ganha campeonatos, provas, recordes se não houver trabalho e sacrifício de muita gente. No que me diz respeito e aos meus jogadores, há muito mérito, trabalho, união e isso é o maior trunfo que nós temos", disse Vitória, confessando que o grupo está preparado para reagir.

"Somos pessoas, seres humanos. O futebol português está em ebulição há algum tempo e temos alguma preparação, temos vivido com dificuldades dessa natureza. Os meus jogadores estão preparados, temos a capacidade de distinguir a função dentro do campo e a vida particular. Há algo que nos favorece muito, que é o Caixa futebol Campus. É a caixa forte. Quando lá entramos, é o que temos de fazer. Estamos preparados para o jogo de amanhã [hoje], estamos prontos e vacinados para o que é o futebol português", considerou.

Quanto ao jogo propriamente dito, diante do Desportivo das Aves, Rui Vitória está à espera de dificuldades, e fez questão de elogiar o trabalho recente do técnico dos avenses. "Há já algum tempo que o José Mota está a trabalhar com esta equipa, e a verdade é que têm evoluído em termos de resultados e desempenhos. Reforçou-se com jogadores experientes e estou à espera de uma equipa difícil, que defende bem e que sabe sair para o contra-ataque. Podem causar problemas e vai obrigar-nos a ter paciência e capacidade de desmontar as virtudes que o Aves tem. Temos de ser uma equipa com um coletivo muito forte. Mas também é preciso dizer que vamos jogar no nosso estádio e não é fácil jogar aqui", salientou o treinador das águias, que não pode contar com Pizzi, a cumprir castigo.

Rui Vitória foi ainda questionado sobre as recentes exibições do jovem João Félix, quer pela equipa B dos encarnados, quer pelos juniores, e que tem trabalhado com o plantel principal, mas apelou à calma sobre um dos jovens mais elogiados dos escalões de formação dos encarnados. "A pior coisa que podemos fazer é começarmos a individualizar jovens que ainda são projetos. O facto de sair no jornal que este ou aquele jogador está a trabalhar connosco às vezes potencia isso, mas ao longo do ano já chamei variadíssimos jovens. O João Félix é um dos bons jogadores que o Benfica tem, mas há vários, aliás, na minha perspetiva tem o futuro assegurado. Em Portugal tem-se este hábito, faz-se uma jogatanazinha gira e já se é o próximo craque. Há que ter calma, até para bem dos próprios jogadores", confessou o treinador, não querendo confirmar que o guarda-redes belga Mile Svilar será emprestado na próxima temporada. "É outro jovem de qualidade e sabemos o que fazer com todos eles."

SAD apoia Paulo Gonçalves

A SAD do Benfica emitiu ontem um novo comunicado a reafirmar a confiança em Paulo Gonçalves, assessor jurídico do clube que é arguido no caso e-toupeira, depois de uma reunião entre os órgãos sociais, advogados e departamento jurídico.

"Após tomarem conhecimento da notícia pública da decisão proferida no passado dia 7 de março pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, reuniram no dia de hoje [ontem]; Depois de analisada toda a informação disponível, reuniram com o Departamento Jurídico e posteriormente com os advogados do Sport Lisboa e Benfica. Realizadas as referidas diligências, deliberaram, por unanimidade, manter a sua integral confiança em Paulo Gonçalves, aguardando com serenidade a conclusão do processo e reiterando uma vez mais a sua total colaboração para com as autoridades judiciais", lia-se.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG