Atletismo da Rússia fora do Rio2016

Na sequência deste castigo está o uso sistemático de doping detetado nas análises feitas a vários atletas

A Rússia vai continuar suspensa pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) e com a participação nos Jogos Olímpicos comprometida, anunciou o secretário-geral da federação russa, Mikhail Boutov.

Em declaração à agência russa TASS, citada pela AFP, à margem do conselho da IAAF reunido em Viena, Boutov confirmou a suspensão, que deverá ser anunciada mais tarde pelo organismo internacional. "Posso confirmar, a suspensão mantém-se", disse, recusando mais comentários antes da conferência de imprensa da IAAF, que hoje analisou a manutenção de suspensão dos russos das competições internacionais, na sequência de sucessivos casos de dopagem e da acusação de um esquema para beneficiar os atletas russos prevaricadores.

O presidente russo Vladimir Putin, antes da decisão ser conhecida, tinha afirmado esta sexta-feira que não há qualquer programa de doping no país apoiado ou organizado pelo estado, horas antes da federação internacional de atletismo decidir se a nação pode participar nos Jogos Olímpicos Rio2016.

"Não há e não pode haver qualquer apoio a nível governamental a violações no desporto, especialmente em questões de doping", frisou, em São Petersburgo. "Somos categoricamente contra o doping (...). Combatemo-lo e assim vamos continuar, ao mais alto nível", completou.

O governo russo apelou à Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) para que levantasse a interdição de participação em competições internacionais imposta aos atletas russos.

"A Rússia fez tudo o possível para assegurar que os seus atletas participem nuns Jogos Olímpicos justos e limpos. Em função dos nossos esforços, peço-vos que reconsiderem a vossa posição sobre a suspensão dos nossos atletas", afirmou o ministro russo dos Desportos, Vitali Moutko, em carta aberta dirigida à IAAF.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG