Calcanhar de Ricardinho abriu passagem para os quartos

Seleção nacional venceu esta sexta-feira a Sérvia (4-3) nos oitavos de final do mundial de fusta.

Isaura Almeida

Portugal venceu esta sexta-feira a Sérvia (4-3) e apurou-se para os quartos de final do mundial de futsal, num jogo com algum brilhantismo e alguns sustos à mistura. Esteve a ganhar por 2-0, deixou-se empatar no segundo tempo e puxou dos galões no prolongamento.

Até ao jogo de hoje, a seleção nacional tinha feito o esperado, mas sem grande exuberância. Frente aos sérvios a equipa de Jorge Braz fez um jogo bem conseguido, apesar da boa réplica adversária, e marcou encontro com a Espanha, que goleou a República Checa (5-2).

O caminho para os quartos de final foi aberto pelo capitão. Um golo espetacular de calcanhar de Ricardinho colocou Portugal a vencer e mostrou que o bom e velho Ricardinho ainda é o que era. O 2-0 surgiu numa jogada coletiva de igual espetacularidade que não durou mais de 3/4 segundos. Já depois de Bruno Coelho falhar um chapéu a Aksentijevic (bateu na trave), o outro Coelho da equipa, André, finalizou a jogada que o mágico iniciou.

Os dois golos davam tranquilidade para arriscar mais, mas Lazarevic relançou o jogo com um golo logo depois do intervalo. O selecionador Jorge Braz já tinha avisado os jogadores que "eles" (os sérvios, claro está) iam ir para cima de Portugal no segundo tempo e assim foi. Já depois de Bebé impedir o empate, o mesmo Lazarevic bisou o fez o 2-2.

Erick e Miguel Ângelo estiveram perto do 3-2, mas com mais de dez minutos para jogar Bebé teve de fechar a baliza por duas vezes para manter o resultado até ao prolongamento, onde Pany Varela e Erick voltaram a dar dois golos de vantagem aos portugueses.

Na raça, os sérvios ainda diminuíram a desvantagem e ficaram sem o guarda-redes (Aksentijevic foi expulso) e colocaram pressão até ao apito final, mas já não impediram o triunfo de Ricardinho e companhia.