Águias e leões "obrigados" a vencer para estarem na final four de Braga

Benfica e Sporting têm de corrigir empates da primeira jornada. Portimonense na Luz para competir, U. Madeira quer ganhar em Alvalade. Jesus critica horário do jogo, 21.15

Benfica e Sporting têm hoje um dia quase decisivo no que toca às suas aspirações pela conquista da Taça da Liga, época 2017/2018.

Na primeira jornada os dois grandes de Lisboa não foram além de dois empates caseiros - o Benfica frente ao Sp. Braga (1-1) e o Sporting diante do Marítimo (0-0) - pelo que nesta quarta-feira estão totalmente proibidos de desperdiçar pontos nos dois jogos que vão realizar diante do seu público e, aparentemente, não têm muitas desculpas para escorregarem.

Senão vejamos; os tetracampeões até enfrentam uma equipa da I Liga, mas o Portimonense devido ao facto de ter perdido na primeira jornada com o V. Setúbal vai optar por dar minutos a jogadores menos utilizados. "Precisávamos de duas vitórias, contra o Benfica e o Sp. Braga. Há sempre essa possibilidade teórica, mas, depois da derrota com o V. Setúbal, é difícil alterar isso. Pesando os prós e contras, entendemos que é um bom jogo para dar minutos a jogadores menos utilizados. Precisamos também de recuperar alguns jogadores, como o Nakajima, que tem andado a jogar em deficientes condições físicas", referiu ontem Vítor Oliveira, nada preocupado com o facto de o Portimonense não marcar há três jogos.

Rui Vitória, que não vai contar com o lesionado Jiménez, considera que o Benfica vive um bom momento: "Estamos a atravessar uma boa fase. Queremos muito dominar, controlar a partida e ganhar, mas temos de ter um jogo fluído. Temos de controlar as virtudes do Portimonense e o seu processo ofensivo. A partir daí, sim, sairmos à procura dos nossos golos. Temos de ser (e vamos ser) uma equipa dominante em nossa casa, porque assim tem sido sempre."

Esta é uma jornada perigosa para o Benfica que tem o Sp. Braga como principal opositor, contudo, se os encarnados não levarem de vencido o Portimonense, bastará sexta-feira um triunfo sadino sobre o Sp. Braga para se qualificar para a final four... de Braga. Por isto tudo, os comandados de Abel precisam também de vencer em Setúbal. Em resumo, a emoção está garantida nas duas últimas jornadas do grupo A com três candidatos para um lugar.

Em Alvalade, o Sporting tem o objetivo de bater hoje o União da Madeira da II Liga e de preferência com muitos golos. Mas ainda antes do apito inicial já há algo que está a incomodar Jorge Jesus. "É pena que o jogo seja muito tarde, 21.15 não é uma hora que se possa colocar não só as equipas mas também ao público. Tem de haver respeito por clubes e adeptos. Se querem dar valor e respeito a esta prova, passa também pelas horas dos jogos. 21.15 não é hora de nenhum jogo", disse Jesus, que vai ter de enfrentar o Benfica, para o campeonato, dia 3 de janeiro, na Luz, às... 21.30.

Sobre o jogo propriamente dito, os objetivos estão delineados: "Queremos uma vitória, com muitos golos, que é importante para a diferença de golos e a possível pontuação dos nossos adversários, nomeadamente o Marítimo. Não vamos olhar para esta competição de forma diferente das outras"

Ricardo Chéu, técnico dos insulares, diz-se pronto a discutir o jogo: "Vamos com a ambição de conseguir um resultado que permita adiar tudo para última jornada. Conheço praticamente 90 % dos jogadores que vamos defrontar. Teremos de ser eficazes nas poucas oportunidades que tivermos."

Amanhã entra em ação o FC Porto, diante do Rio Ave. A equipa de Conceição tem pouca margem de erro tal como Benfica e Sporting.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG