Adeptos do West Ham invadem relvado para confrontar jogadores

Alguns aficionados dos hammers não aguentaram a derrota caseira imposta este sábado pelo Burnley (0-3) e quiseram tratar satisfações dos jogadores. Críticas à equipa e ao proprietário do clube

O West Ham de João Mário viveu este sábado alguns minutos bastantes complicados no Estádio Olímpico de Londres, quando os adeptos decidiram invadir o relvado para tirar satisfações pela derrota caseira imposta este sábado pelo Burnley (0-3), a contar para a 30.ª jornada da liga inglesa.

A primeira invasão ocorreu ao minuto 66, quando o Burnley inaugurou o marcador e os adeptos saltaram para o terreno de jogo para confrontar os seus futebolistas, incluindo o capitão Mark Noble, que chegou a empurrar um dos aficionados. Quatro minutos mais tarde, os visitantes aumentaram a vantagem e motivaram nova entrada de adeptos, incluindo um que correu com uma das bandeirolas de canto na mão. Nova invasão ocorreu aos 81', quando o Burnley sentenciou o resultado.

Simultaneamente, nas bancadas, outra parte da massa associativa encarou o dono do clube, David Sullivan, que saiu do estádio escoltado pela polícia ainda antes do apito final. Entretanto, algumas crianças que se encontravam perto da área de conflito foram dirigidas ao banco de suplentes do Burnley, para poderem ficar em segurança.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG