A médica que proíbe a equipa do Spartak de ter relações sexuais antes do jogo

Proibição de cardiologista abrange o período de dois ou três dias antes do encontro desportivo

A cardiologista Victoria Gameeva proíbe os jogadores do Spartak Moscovo de ter relações sexuais dois ou três dias antes de um jogo importante.

Esta foi a recomendação dada pela clínica da equipa de futebol russa, que irá jogar contra o Liverpool esta quarta-feira, dia 6 de dezembro, às 19:45, no estádio Anfield, em Liverpool, na Inglaterra. Um jogo que é decisivo na continuação da equipa na Champions League.

A estratégia da médica foi revelada neste mesmo dia pela própria a um jornal local.

A especialista refere que o ato sexual em vésperas de uma competição exigente parece ter um efeito positivo nas mulheres, mas é um problema para os homens.

Gameeva, para além de cardiologista dos jogadores da Spartak Moscovo, tem também uma base de "fãs" significativa no Instagram - 39 mil seguidores -, onde publica fotografias dos seus treinos, de sessões fotográficas e do seu quotidiano.

Afirma que já recebeu elogios nas redes sociais da equipa russa, mas afirma que as suas relações são estritamente profissionais: "Não tolero qualquer tipo de relações, exceto a de médico-paciente".

O Spartak Moscovo precisa de, pelo menos, três pontos para manter o seu lugar na Champions League. Atualmente, encontra-se em segundo lugar, com seis pontos, atrás de Liverpool, que soma nove pontos. Em quarto lugar e com oito pontos, está a equipa espanhola, Sevilla, e a equipa eslovena, Maribor, em quarto, com dois pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG