"This is Us": Um salto para o futuro e um passo atrás nas audiências

A terceira temporada estreou na quinta-feira na Fox Life. Há muita ação nos anos 70, mas também no futuro

Muitos anos 70 e um momento muito esperado - o primeiro encontro de Jack e Rebecca - marcam o primeiro episódio da terceira temporada da série This is Us, que esta quinta-feira estreou no Fox Life, em Portugal.

"Falo muito? Sinto que falo muito", diz a personagem de Mandy Moore a Milo Ventimiglia, que interpreta o rapaz que fica como que enfeitiçado pela vez de Rebecca. Estão no primeiro encontro, ele com 9 dólares no bolso. "Nove dólares para dar a noite dos meus sonhos a noite da vida dela", diz ele a um amigo. É fácil antecipar que acabou antes de Jack poder salvar Rebecca da chuva, comprando um guarda-chuva. Mas, já se sabe, tudo correu bem...

O casal de sonho e os Big Three

This is Us, que passa na norte-americana NBC, foi das poucas séries em canal aberto a chegar à cerimónia de entrega dos mais importantes prémios de televisão. Nos Emmy, Milo Ventimiglia e Sterling K. Brown estiveram nomeados para o prémio de melhor ator (que ambos perderam para Matthew Rhys, de The Americans) tal como a própria série. A história é a de uma família normal. Há quem lute por ter descendência, há filhos que procuram conhecer as suas raízes, dúvidas, casais improváveis, tragédias indizíveis... Mas apesar de ocupar o novo lugar de série sobre a vida como ela é, só podia ser ficção televisiva.

This is Us acompanha, em retrospetiva, os momentos da família Pearson, pais dos Big Three. Em 1980, o casal esperava trigémeos, mas um dos bebés morreu. Acreditando que estavam destinados a ter três filhos adotam um bebé que havia sido abandonado no hospital no mesmo dia em nasceram os filhos biológicos. "A minha vida foi marcada pela minha adoção", diz Randall (Sterling K. Brown) nesta terceira temporada à criança que ele e a mulher acolhem em casa. Deja terá um papel mais importante nos novos episódios.

O final da segunda temporada tinha deixado no ar a ideia de que, além dos flashbacks, haveria flash forwards. Confirma-se na nova entrega de episódios. Será em torno destas episódios futuros que se vai desenrolar a história. O autor da série, Dan Fogelman, prometeu respostas, incluindo uma das mais intrigantes: quem é a misteriosa "ela" de que falam Randall e Toby.

A receção aos novos episódios foi calma. Da surpresa por já estar na terceira temporada da Vulture - estreou a 20 de setembro de 2016 - à crítica de que a série pode estar no limite de cenas a puxar à lágrima, denunciado pela Indiewire.

Na prova dos nove, as audiências, This is Us sobressaiu no grupo etário dos 18 aos 49 anos e foi vista por 10,3 milhões de espectadores. Pode ser mais do que o número de pessoas que habitam Portugal, mas é menos do que atingiu na segunda temporada, com 12,9 milhões de público.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG