Stallone sai do ringue ao oitavo filme. Rocky chega ao fim

Após a estreia de Creed II nos Estados Unidos, Sylvester Stallone anuncia que não vai voltar a fazer de Rocky Balboa. A mensagem foi publicada no Instagram do ator.

O ator norte-americano Sylvester Stallone anunciou na quarta-feira que não vai retomar o papel de Rocky Balboa, ao dizer a hora é da geração mais jovem encarnada pelo novo herói da saga, Adonis Johnson.

"Ao retirar-me, e a minha história foi contada, um novo mundo se abre para o público com esta geração" disse o ator num vídeo publicado no Instagram, que terá sido gravado durante as filmagens de Creed II, lançado em 21 de novembro nos Estados Unidos.

"Mesmo que isso parta o meu coração, tudo acaba", escreveu no Instagram.

Desde 1976, Sylvester Stallone interpretou o papel do pugilista Rocky Balboa oito vezes, o que lhe trouxe fama e reconhecimento ao receber três nomeações para os Óscares.

"Rocky nunca vai morrer porque vive em vocês", diz aos fãs da saga. "Foi um grande privilégio para mim poder criar e interpretar esta personagem importante", disse o ator, argumentista, produtor e realizador de 72 anos. "Eu pensava que Rocky estava acabado em 2006 e eu estava feliz com isso", diz no vídeo.

"De repente, este jovem chegou e toda a história mudou", disse em referência ao ator Michael B. Jordan. Em Creed - O legado de Rocky e em Creed II, o jovem ator encarna Adonis Johnson. É o filho do pugilista Apollo Creed, melhor amigo de Rocky, morto em combate com o soviético Ivan Drago.

Após uma recusa inicial, Stallone finalmente aceitou a proposta do realizador Ryan Coogler, que queria reviver a saga numa versão atual. Lançado em 2015, Creed foi um sucesso global, com 173 milhões de dólares em receitas.

O oitavo capítulo da saga, Creed II, pode seguir o mesmo caminho, tendo em conta o último fim de semana, no qual teve o melhor fim de semana de estreia nos Estados Unidos para um filme com Rocky.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG