Será esta a voz de Frida Kahlo?

A Fonoteca Nacional do México acredita que é da famosa pintora a voz que se ouve numa gravação que foi agora descoberta. Tudo aponta para que seja mesmo a voz de Frida Kahlo, mas o governo mexicano é cauteloso e diz que não há ainda 100% de certeza

O seu rosto tornou-se numa imagem icónica e das mais comercializadas no mundo da arte. As obras que assinou tornaram-se conhecidas em todo o mundo. Mas como seria a voz de Frida Kahlo? A Fonoteca Nacional do México pode ter encontrado a resposta com a descoberta de uma gravação de 1955.

Tudo aponta para que seja mesmo a voz da pintora mexicana, mas ainda não há uma certeza absoluta. O governo mexicano é cauteloso. "É uma constatação que tem muitos elementos que podem ser identificados como a provável voz de Frida Kahlo, mas sem 100% de certeza", afirmou a secretária de Estado da Cultura, Alexandra Frausto.

Mas se os investigadores comprovarem que se trata mesmo da voz da pintora esta é uma descoberta histórica, uma vez que pode ser a único registo áudio da artista mexicana.

São dois minutos retirados de um programa de rádio El Bachiller, de 1955, da XEW, onde é possível ouvir uma mulher de voz suave e melodiosa a recitar fragmentos de Retrato de Diego, um texto que Frida escreveu em 1949 para descrever o pintor Diego Rivera, marido de Kahloo. "Ele é um menino grande, imenso, com um rosto amigável e um olhar triste", diz a artista ao microfone.

"Voz quente e melodiosa"

Uma voz que corresponde à descrição da francesa Gisèle Freund, que fotografou Kahlo em 1950. "Frida fuma, ri, fala como uma voz quente e melodiosa".

A descoberta foi feita em janeiro deste ano pelo diretor da Fonoteca Nacional, Pável Granados, durante uma viagem ao estado de Tlaxcala, no centro do México. Encontrou-se com um locutor da rádio XEM que lhe garantiu ter uma gravação de Diego Rivera a cantar, detalha o El País . Foi quando estava a ouvir esse registo que foi surpreendido com o momento em que a pintora recita um texto sobre o marido. "Um dos indícios que temos é o facto de o próprio Bachiller dizer na gravação que se trata de Frida Kahlo", refere Granados, citado pelo jornal espanhol.

O responsável pela Fonoteca Nacional do México admitiu, em conferência de imprensa, que "a voz de Frida sempre foi um enigma, uma busca sem fim". "Até agora, nunca houve uma gravação de Frida Kahlo", afirmou, embora existam filmes mudos com a pintora mexicana.

A gravação continua a ser analisada por especialistas para determinar com toda a certeza de que se trata da voz de uma das personalidades da cultura mais emblemáticas do México e do mundo. Uma das certezas é a de que a voz foi registada com recurso a equipamento de gravação externa, ou seja, não foi gravada em estúdio.

O registo provável da voz de Frida faz parte do arquivo áudio do falecido locutor Álvaro Gálvez Y Fuentes, conhecido como El Bachiller. São 1300 registos de áudio em cassetes que vão ser digitalizadas e catalogadas. Um processo no qual os investigadores esperam encontrar outras gravações da voz da pintora mexicana.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG