Rapper Nipsey Hussle morto a tiro em Los Angeles

O rapper Nipsey Hussle, indicado para os Grammys, foi morto a tiro no domingo, em Los Angeles, em frente à sua loja de roupa.

O músico de 33 anos foi atingido em frente da sua loja de roupa Marathon Clothing, em Los Angeles e outras duas pessoas ficaram feridas. Segundo o jornal Los Angeles Times, Nipsey Hussle foi baleado várias vezes e ainda foi levado com vida para o hospital onde viria a morrer.

O departamento da polícia de Los Angeles revelou que o tiroteio ocorreu pelas 15.20 (hora local) de domingo, mas ainda não há suspeitos. "Não temos suspeitos neste momento e forneceremos mais detalhes quando tivermos informações disponíveis", escreveu o departamento no Twitter.

Hussle, cujo nome real era Ermias Asghedom, cresceu no sul da cidade e tinha admitido que teria feito parte de um gangue na sua adolescência, que teria feito dele um líder comunitário.

O seu álbum de estreia, Victory Lap, foi indicado para os Grammy de melhor álbum de rap este ano, mas acabou por perder para Cardi B com Invasion of Privacy.

A notícia da sua morte teve forte impacto no meio artístico e foram vários os famosos que publicaram mensagens nas redes sociais.

"Isto não faz nenhum sentido! O meu espírito está abalado por isto! Querido Deus, que o seu espírito descanse em paz, conceda conforto divino a todos os seus entes queridos! Sinto muito que isto tenha acontecido contigo, Nipsey Hussle", escreveu a cantora Rihanna no Twitter.

Também na mesma rede social, o músico e produtor Pharrel Williams afirmou que o rapper era uma força positiva que inspirou milhões.

E o músico Drake revelou que ele e Nipsey Hussle planeavam gravar uma música até final do ano. "Estavas a ter a melhor corrida e eu estava feliz a assistir de longe", escreveu Drake no Instagram.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG