Queen e Adam Lambert criam versão de "We are the champions" contra o covid-19

A mítica banda britânica e o cantor americano lançaram esta sexta-feira o tema "You are de the champions" em homenagem aos profissionais de saúde de todo o mundo que combatem o coronavírus.

Os elementos da banda Queen e o cantor americano Adam Lambert decidiram homenagear os profissionais de saúde que combatem diariamente o coronavírus, com a gravação de uma nova versão do tema "We are the champions", que celebrizou o grupo que tinha como vocalista Freddy Mercury.

A nova versão apresenta uma ligeira mudança no tempo, sendo agora "You are the champions" (Vocês são os campeões). Bryan May e Roger Taylor, membros dos Queen, e Adam Lambert gravaram o tema em vídeo cada um em suas casas, respeitando o confinamento domiciliário por causa do covid-19.

O tema foi lançado esta sexta-feira em todos os serviços de streaming e de download, sendo que as receitas que gerar revertem para o Fundo de Resposta Solidário do covid-19 da Organização Mundial da Saúde.

"Pensei que esta seria uma ótima maneira de usar o legado que temos para fazer algo de bom no mundo. Nós já não precisamos de ganhar mais dinheiro, nem de ser ainda mais famosos., por isso temos de usar aquilo que temos da melhor maneira possível", disse David May, citado pelo site da estação televisão CBS.

O guitarrista lembra que o lançamento desta nova versão de um dos mais emblemáticos temas dos Queen surge "num momento de grande tristeza", pois no início da semana May perdeu um amigo que dizia ser como um irmão para ele. "Cada morte é uma tragédia familiar., psicologicamente a raça humana será devastada", acrescentou.

Para Roger Taylor, a música também tem significado pessoal, pois sua filha Rory Eleanor Taylor trabalha como médica em um hospital de Londres. "A minha filha está no vídeo com pequenos cartões, exibindo conselhos sobre o isolamento", revelou.

O vídeo mostra vários profissionais de saúde que estão a combater o covid-19 nos hospitais, bem como locais emblemáticos de várias cidades sem pessoas, quando antes costumavam estar sobrelotadas..

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG