"Para os russos o Ballet é também uma ponte para a amizade entre os povos"

Entrevista a Elena Shcherbakova, diretora artística do Ballet Moiseyev, que dias 20 e 21 atua em Portugal, no Casino Estoril. Espetáculo faz parte das celebrações dos 240 anos das relações Portugal-Rússia.

Este espetáculo em Portugal é intitulado danças dos povos do mundo. Podemos esperar mesmo uma combinação entre o bailado clássico russo e as tradições de danças de povos de outras latitudes?
Danças dos povos do mundo é um ciclo grande, uma espécie de enciclopédia de danças tradicionais, que Igor Moiseyev começou a conceber depois das digressões artísticas da companhia de dança na Finlândia, Bulgária, Checoslováquia, Hungria, Áustria, Jugoslávia, Polónia entre 1945 e 1946. Salvo algumas exceções, os percursos da digressão artística davam a Igor Aleksandrovich um material folclórico de excelência, no qual se baseou e foi estudando, criando versões originais para o palco. A escolha dependia de vários aspetos: a música e as tradições que guardavam as particularidades da cultura de dança de um ou outro povo. A companhia de dança fez tournée em mais de 70 países do mundo, e países como EUA, França, Hungria, Grécia, visitou 10 a 15 vezes. No programa "Danças dos povos do mundo", que iremos mostrar em Portugal, estarão representadas muitas obras de arte de Igor Moiseyev.

Existe uma dança portuguesa também? Qual?
Em todos os 83 anos da sua história, a companhia de dança foi a Portugal apenas uma vez em 2001 e ainda não temos uma dança portuguesa no nosso repertório. Esperamos que depois deste tournée apareça, e com a encenação de um coreógrafo português. Mas mesmo assim, para o público que visitará os nossos concertos no Casino de Estoril, preparámos uma pequena surpresa.

O que significa Igor Moiseyev, pessoa, para o bailado russo?
Igor Moiseyev é um coreógrafo único do século XX não só para cultura de dança russa, mas também para a cultura de dança mundial. Ele é o criador da primeira companhia profissional de dança tradicional (1937) e da primeira escola profissional de dança tradicional em conjunto com a companhia (1943). O género da coreografia folclórica de palco, que foi criado por ele, mudou o rumo de desenvolvimento da arte mundial e tornou a dança tradicional num património público.

Qual é a dimensão da companhia hoje? Quantos bailarinos tem e quantos estarão em cena no Casino Estoril?
A companhia possui no total 160 pessoas, incluindo artistas de bailado, uma pequena orquestra sinfónica e uma equipa artística. Em Portugal estarão a metade deles. Infelizmente, esta tournée não será acompanhada pela orquestra. Neste momento a cultura em todo o mundo está a passar por tempos difíceis, por isso temos que fazer certos compromissos.

O espectáculo está inserido nas celebrações dos 240 anos das relações diplomáticas entre a Rússia e Portugal. Considera o bailado uma forma privilegiada de a Rússia dar a conhecer a sua riqueza cultural mundo fora?
A nossa companhia de dança foi desde o seu início apelidada de embaixadora da boa vontade, e todos os artistas de Moiseyev diplomatas da cultura. É com enorme prazer que representamos a nossa arte em todo o mundo. O bailado de Igor Moiseyev estabelecia todas as ligações culturais entre USSR, Rússia e todos os continentes do planeta, construindo as pontes da paz e amizade entre países, povos e governos. E espero que a próxima tournée seja mais uma confirmação disso.

Pessoalmente, qual é a obra ou obras de bailado que mais podem representar a alma russa?
Talvez seja a dança russa "Verão", coreografada por Igor Moiseyev. Esta dança tem tudo, sem recorrer a palavras ou comentários, fala do nosso povo - a largueza, a vastidão, uma bondade especial radiante, e as vozes líricas da própria Rússia, juntos numa dança popular de roda. "Verão" é um "cartão de visita" do ballet de Igor Moiseyev, ou por outras palavras, um retrato dele em tamanho real.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG