"Os pobres em busca de uma vida digna são os grandes heróis de todos os tempos e lugares"

O famoso questionário Proust respondido pelo Diretor do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) Joaquim Oliveira Caetano

A sua virtude preferida?
Todas as cardeais.

A qualidade que mais aprecia num homem?
Todos têm as suas qualidades e aprecio-os por isso.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?
O mesmo.

O que aprecia mais nos seus amigos?
Estarem presentes

O seu principal defeito?
A escolha é vasta. Talvez a falta de organização.

A sua ocupação preferida?
Ver e estudar pintura.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?
Brincar com os meus filhos, quando eram pequenos.

Um desgosto?
A morte de amigos.

O que é que gostaria de ser?
Pintor ou músico.

Em que país gostaria de viver?
Não me dou mal com o meu. Em alternativa, a Itália.

A cor preferida?
Vermelho.

A flor de que gosta?
Margaridas.

O pássaro que prefere?
O corvo.

O autor preferido em prosa?
São muitos e variáveis. Cervantes, Melville e Dostoievsky estão sempre presentes.

Poetas preferidos?
Camões, Pessoa e Cesariny.

O seu herói da ficção?
Bartleby.

Heroínas favoritas na ficção?
A Vienna de Johnny Guitar.

Os heróis da vida real?
Os pobres em busca de uma vida digna são os grandes heróis de todos os tempos e lugares.

As heroínas históricas?
Santa Teresa de Ávila e Catarina da Rússia.

Os pintores preferidos?
São muitos e variam. Velasquez e Rembrandt fazem sempre parte da lista.

Compositores preferidos?
Beethoven e Shubert.

Os seus nomes preferidos?
Diogo e João.

O que detesta acima de tudo?
A prepotência e a hipocrisia.

A personagem histórica que mais despreza?
Hitler, Estaline e os tiranos em geral.

O feito militar que mais admira?
A evacuação de Dunquerque.

O dom da natureza que gostaria de ter?
A paciência.

Como gostaria de morrer?
Lá mais para o fim.

Estado de espírito atual?
Só faltam duas respostas...

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?
Os que têm emenda.

A sua divisa?
Vamos tentar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG