"Os erros dos inocentes são os que me inspiram maior indulgência"

O colecionador e antiquário Mário Roque conta-nos algumas das suas preferências e qualidades que aprecia.

A sua virtude preferida?
Honestidade.

A qualidade que mais aprecia num homem?
Inteligência.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?
Inteligência, Elegância.

O que aprecia mais nos seus amigos?
Fidelidade, solidariedade, chamarem a atenção para os meus erros.

O seu principal defeito?
O trabalho.

A sua ocupação preferida?
Arte, viajar.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?
Não existe. Quase perfeita: viajar pela Índia.

Um desgosto?
A morte de minha mãe.

O que é que gostaria de ser?
Como sou.

Em que país gostaria de viver?
Portugal.

A cor preferida?
Verde.

A flor de que gosta?
Antúrio, hortênsia.

O pássaro que prefere?
Pelicano.

O autor preferido em prosa?
Eça de Queiroz, John Steinbeck, Agustina Bessa-Luís.

Poetas preferidos?
Fernando Pessoa, Camões, Natália Correia, Sophia de Mello Breyner.

O seu herói da ficção?
Lucky Luke.

Heroína favorita na ficção?
Mafalda.

Os heróis da vida real?
Gandhi.

As heroínas históricas?
Padeira de Aljubarrota, Marie Curie, Krishna Kumari, Yanar Mohammed.

Os pintores preferidos?
El Greco, Vermeer, Picasso, Bacon, Vieira da Silva, Frida Kahlo, Sonia Delaunay.

Compositores preferidos?
Tchaikovsky, Mozart, Maller.

Os seus nomes preferidos?
Bernardo, José Maria, Carolina, Madalena.

O que detesta acima de tudo?
Falsidade, hipocrisia.

A personagem histórica que mais despreza?
Estaline, Hitler, Mao e todos os outros ditadores.

O feito militar que mais admira?
Sou contra a guerra.

O dom da natureza que gostaria de ter?
Ubiquidade.

Como gostaria de morrer?
A dormir.

Estado de espírito atual?
Farto da máscara! Fim da covid, já!

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?
Os dos inocentes.

A sua divisa?
Rigor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG