Exclusivo O Nobel menos lido e mais aguardado

O vencedor do mais importante prémio para a Literatura mundial é praticamente desconhecido dos leitores portugueses. A editora Cavalo de Ferro vai publicar três dos livros de Abdulrazak Gurnah no próximo ano.

Raramente um autor galardoado com o Nobel da Literatura foi tão ignorado em Portugal como o da edição deste ano, mas a obra de Abdulrazak Gurnah vai ser compensada pela edição de vários volumes já a partir de fevereiro. Vidas Seguintes será o primeiro, seguindo-se em maio um segundo, Paraíso, e um terceiro ainda em setembro, By the Sea. Em 2023, a publicação dos seus livros continuará a ser feita pela editora Cavalo de Ferro, com Desertion, pondo assim fim ao desconhecimento de um escritor do continente africano que só foi traduzido uma única vez para a língua portuguesa há duas décadas.

O primeiro romance do escritor tanzaniano utiliza um cenário histórico que retrata a época final do colonialismo alemão no território onde Gurnah nasceu, no período antes e durante a Guerra Mundial, e pretende analisar a colonização europeia através da perspetiva do colonizado. Foi essa premissa que lhe valeu o Nobel, sendo justificado pela Academia Sueca pelo "compromisso e a observação dos efeitos do colonialismo e do destino dos refugiados no abismo entre culturas e continentes". O segundo romance, Paraíso (1994), é também um dos seus mais importantes trabalhos, foi finalista do Booker e do Whitbread, e completa a narrativa iniciada em Vidas Seguintes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG