Um circo luso-brasileiro na corrida para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro

"O Grande Circo Místico", de Cacá Diegues, é uma produção luso-brasileira e conta com a participação de atores portugueses como Nuno Lopes

O Grande Circo Místico, do realizador Cacá Diegues, é o filme candidato pelo Brasil à nomeação para o Óscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira, no próximo ano.

O anúncio foi feito na terça-feira pela Academia Brasileira de Cinema e a longa-metragem de Diegues foi escolhida entre 22 títulos. "Foi uma discussão de duas horas, com filmes muito interessantes, mas finalmente chegamos a uma conclusão. O mundo precisa de um pouco de poesia e magia, e o filme do Cacá vai fazer isso muito bem", declarou a produtora Lucy Barreto, que presidiu a comissão especial de seleção

O argumento é baseado num poema surrealista de Jorge de Lima e a banda sonora é de Chico Buarque e Edu Lobo. O filme começa com o encontro entre uma bailarina, vivida pela atriz Bruna Linzmeyer, e um médico, interpretado por Rafael Lozano. O Grande Circo Místico conta a história de 5 gerações de uma mesma família circense. Da inauguração do Grande Circo Místico em 1910 aos dias de hoje, acompanharemos, através de Celavi, o mestre de cerimónias que nunca envelhece, as aventuras e os amores dos Kieps, do apogeu à decadência, até ao surpreendente final, num filme em que realidade e fantasia se encontram num universo místico. Além de Bruna Linzmeyer e Rafael Lozano, no elenco encontramos atores brasileiros como Mariana Ximenes, Jesuíta Barbosa, Juliano Cazarré, Marco Frota e António Fagundes, e ainda o francês Vincent Cassel.

O filme, inteiramente rodado em Portugal e co-produzido pela Fado Filmes, conta também com a participação dos atores portugueses Nuno Lopes, Luísa Cruz e Albano Jerónimo, entre outros.

Esta co-produção Luso-Brasileira foi exibida no Festival de Cannes (França) e no Festival de Gramado (Brasil). O Grande Circo Místico estreia no Brasil a 15 de novembro e estreará em Portugal a 3 de janeiro de 2019, através da Nos Audiovisuais, revela em comunicado a Zero em Comportamento.

Os indicados ao prémio serão revelados no dia 22 de janeiro e a cerimónia dos Óscares 2019 será a 24 de fevereiro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".