David Hockney: o quadro mais caro de um pintor vivo

'Portrait of an artist (Pool With Two Figures)', do pintor britânico, foi vendido por 90 milhões de dólares em leilão concorrido.

Depois de um intenso duelo, ao longo de mais de nove minutos, entre dois compradores interessados, o quadro de David Hockney foi arrematado por uma verba recorde no leilão promovido pela conceituada casa Christie's, em Nova Iorque.

O comprador, não identificado, pagou 90,3 milhões de dólares (cerca de 80 milhões de euros) pela obra 'Portrait of an artist (Pool With Two Figures)', com taxas e impostos incluídos, ultrapassando largamente o recorde da verba alguma vez paga por uma obra de um artista ainda vivo, que pertencia ao americano Jeff Koons e a uma das suas esculturas Baloon Dogs (Orange), vendida em 2013 por 58,4 milhões de dólares (51,5 milhões de euros).

O quadro de Hockney vendido na quinta-feira em Nova Iorque bateu esse recorde em poucos segundos, chegando rapidamente aos 60 milhões de dólares, e só foi arrematado ao fim de nove minutos de licitações entre dois rivais, por telefone. A verba final foi de encontro às expectativas iniciais da leiloeira Christie's, que catalogava esta pintura a óleo de 1972 como uma das "grandes obras-primas da era moderna".

"Raramente podemos dizer que temos a oportunidade de vender a melhor obra de um determinado artista. Mas esta é-o.", sublinhou Ana Maria Celis, vice-presidente da Christie's, antes do leilão.

David Hockney, de 81 anos, começou a ganhar alguma projeção nos anos 1960, no Reino Unido, mas as cores vivas e figuras demasiado realistas dos seus quadros não conquistaram logo a crítica. Atualmente, no entanto, o britânico é um dos nomes mais aclamados da pintura contemporânea e a sua obra teve retrospetivas recentes no Museu Metropolitano de Nova Iorque e na Tate de Londres, batendo recordes de público.

A Christie's declinou identificar quem colocou a obra à venda, mas a Bloomberg revelou tratar-se do multimilionário britânico Joe Lewis, dono do clube de futebol Tottenham Hotspurs e do grupo de investimentos Tavistock.

Recorde-se que a peça de arte mais valiosa alguma vez vendida em leilão foi o quadro de Leonardo da Vinci 'Salvator Mundi', que atingiu os 450 milhões de euros no ano passado.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Legalização da canábis, um debate sóbrio 

O debate público em Portugal sobre a legalização da canábis é frequentemente tratado com displicência. Uns arrumam rapidamente o assunto como irrelevante; outros acusam os proponentes de usarem o tema como mera bandeira política. Tais atitudes fazem pouco sentido, por dois motivos. Primeiro, a discussão sobre o enquadramento legal da canábis está hoje em curso em vários pontos do mundo, não faltando bons motivos para tal. Segundo, Portugal tem bons motivos e está em boas condições para fazer esse caminho. Resta saber se há vontade.

Premium

nuno camarneiro

É Natal, é Natal

A criança puxa a mãe pela manga na direcção do corredor dos brinquedos. - Olha, mamã! Anda por aqui, anda! A mãe resiste. - Primeiro vamos ao pão, depois logo se vê... - Mas, oh, mamã! A senhora veste roupas cansadas e sapatos com gelhas e calos, as mãos são de empregada de limpeza ou operária, o rosto é um retrato de tristeza. Olho para o cesto das compras e vejo latas de atum, um quilo de arroz e dois pacotes de leite, tudo de marca branca. A menina deixa-se levar contrariada, os olhos fixados nas cores e nos brilhos que se afastam. - Depois vamos, não vamos, mamã? - Depois logo se vê, filhinha, depois logo se vê...