Padres católicos polacos queimam livros de Harry Potter

O grupo católico SMS Heaven Foundation partilhou no Facebook fotografias a queimar vários livros considerados heréticos, incluindo livros da saga de Harry Potter.

Padres católicos no norte da Polónia queimaram vários livros este fim de semana acusando-os de serem sacrílegos, por irem contra os ensinamentos da Bíblia. Entre essas obras estavam os livros do mundo mágico de JK Rowling.

O grupo evangélico católico SMS Heaven Foundation partilhou no Facebook as fotografias da queima dos livros, que ocorreu na cidade de Koszalin.

A publicação na rede social justifica a queima com citações bíblicas a condenar magia. "Cada uma das nossas palavras ou aproxima os outros de Deus ou os afasta desse relacionamento," afirmou o grupo evangélico.

As reações à queima de livros foram acesas. Comentários comparando a prática aos tempos medievais ou ao regime nazi encheram a página de Facebook do grupo. "Nunca conheci ninguém que magoaria alguém em nome de Harry Potter, mas em nome da Bíblia, sim", escreveu um dos críticos.

Os livros de Harry Potter são um marco na literatura de ficção e sua autora, JK Rowling, vendeu mais de 500 milhões de cópias no mundo inteiro.

Segundo a bBBC, o partido conservador Lei e Justiça, com maioria absoluta no Parlamento polaco desde 2015, é conhecido por defender a influência dos valores católicos tradicionais na sociedade polaca.

Ainda no mês passado, a Igreja Católica divulgou um relatório que denunciava o abuso sexual de quase 400 padres polacos entre 1990 e 2018.

Ler mais

Exclusivos