Daniel Blaufuks cancela visita a Serralves devido a restrições do museu: "Inaceitável"

Polémica com a exposição de Robert Mapplethorpe já levou também à demissão do diretor do Museu de Serralves, João Ribas

O fotógrafo português Daniel Blaufuks cancelou a visita guiada à exposição "Robert Mapplethorpe: Pictures", agendada para o dia 24 de novembro, em Serralves, devido às restrições na exposição de Robert Mapplethorpe, que também levaram à demissão de João Ribas, diretor do espaço.

"Por considerar absolutamente inaceitável as noticiadas restrições na exposição do Robert Mapplethorpe, venho, por este meio, cancelar a visita guiada proposta", escreveu Daniel Blaufuks no Facebook.

Em causa está a exposição de fotografia de Robert Mapplethorpe, inaugurada esta quinta-feira, na qual as peças com caráter sexual foram colocadas numa sala à parte e interditas a menores de 18 anos e com o aviso de "dimensão provocatória e caráter eventualmente chocante da sexualidade de algumas das obras".

"Não contava que um museu tivesse uma atitude como esta", disse o fotógrafo ao Expresso. Salientando que "o curador tinha já dito que não ia haver zonas interditas", Daniel Blaufuks disse não perceber "como é que houve a inauguração, houve uma visita guiada, e nada foi dito".

As restrições terão levado também à demissão do diretor do Museu de Serralves, João Ribas, que não chegou a completar um ano no cargo.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.