Barbie chega à engenharia robótica para inspirar meninas na Ciência

Famosa boneca passa a desempenhar profissão onde mulheres ainda estão pouco representadas. Barbie engenheira de robótica chega em julho

A Barbie que já foi veterinária, pediatra, professora, vai agora ser engenheira de robótica. A nova profissão da famosa boneca tem por objetivo "fomentar o interesse das meninas pelas áreas de STEM" (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), explica a marca. A versão engenheira de robótica vai estar à venda a partir de julho.

A área das STEM tem apenas 24% de mulheres na liderança. A Barbie (que vai estar à venda por 19,99 euros) já representou mais de 200 profissões para mostrar às crianças que "podem ser o que quiserem". Agora, Lisa McKnigt, general maganer e senior vice-president da Barbie explica, em comunicado, que "ao brincar com a Barbie engenheira de robótica, estamos a dar às meninas a possibilidade de alcançar uma nova plataforma no seu mundo imaginário e ensinar-lhes habilidades importantes para o mundo real".

Apesar de a grande maioria das profissões da Barbie serem mais tradicionais, esta não é primeira vez que ela representa o mundo da ciência. Em 1959, tornou-se astronauta, depois cientista, e mais tarde programadora de jogos de computador e engenheira informática.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.