Instituto Camões vai apoiar 35 projetos com 1,87 milhões

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua vai financiar 35 projetos em nove países, num investimento de 1,87 milhões de euros a quatro anos, anunciou hoje este organismo.

Os 35 projetos foram escolhidos entre um total de 54 submetidos e irão "permitir o desenvolvimento de projetos plurianuais de 15 ONGD [organizações não-governamentais para o desenvolvimento] ", refere uma nota da instituição enviada esta sexta-feira à Lusa.

Os projetos selecionados abrangem setores como os da capacitação institucional (11 projetos), desenvolvimento rural e mar (nove), proteção social, inclusão social e emprego (seis), educação e ciência (cinco), saúde (três) e ambiente, crescimento verde e energia (um).

As iniciativas selecionadas estão distribuídas por Moçambique e São Tomé e Príncipe (nove projetos para cada um), Guiné-Bissau (oito), Cabo Verde (três), Angola (dois) e Timor-Leste, Cuba, Nicarágua e El Salvador (um projeto para cada país).

Entre as ONGD distinguidas estão a Associação para a Cooperação entre os Povos (ACEP), a Assistência Médica Internacional (AMI), a Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), a Oikos -- Cooperação e Desenvolvimento, a Fundação Fé e Cooperação (FEC) e a Girl Move.

A linha de cofinanciamento de projetos de cooperação para o desenvolvimento do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua foi criada em 2001 e tem como referência as políticas de desenvolvimento dos países parceiros, assim como a contribuição para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Agenda 2030 das Nações Unidas).

Exclusivos