Exclusivo Homicídios ao domicílio: crime, disseram eles

É uma das mais divertidas séries disponíveis no Disney+, com Steve Martin, Martin Short e Selena Gomez. O trio nova-iorquino faz as honras da segunda temporada de Homicídios ao Domicílio, que se estreia hoje, retomando o podcast homónimo (fictício), o crime que marcou o último episódio e apresentando novas personagens... ou suspeitos.

Cozy murder. Ou, em português, "homicídio confortável". É esta a melhor expressão que Amy Schumer encontra para definir o podcast Only Murders in the Building. Que é como quem diz, a série (no seu título original). Ouvimo-la proferi-lo num diálogo amigável que acontece naquele lugar onde geralmente não há conversas confortáveis entre estranhos: o elevador. Dizíamos nós, um diálogo amigável entre a comediante, a fazer dela própria, e Martin Short, um dos autores desse podcast, que chega agora à segunda temporada. Que é como quem diz, a série, claro. Para os que ainda não conhecem, Homicídios ao Domicílio é isso mesmo: resolução aconchegante de crimes sangrentos. Mas com um pormenor essencial: a regra é acontecerem no interior de um antigo e elegante complexo de apartamentos em Manhattan chamado Arconia.

Na primeira temporada, estreada no ano passado, tudo começou com a formação do improvável trio detetivesco em torno de um assassinato no respetivo prédio. Charles (Steve Martin), Oliver (Martin Short) e Mabel (Selena Gomez) eram, e continuam a ser, vizinhos e amantes de podcasts de true crime. O que fazer com essa tara e um crime debaixo dos narizes? A resposta é óbvia: criar o seu próprio programa numa Nova Iorque sedenta de mistérios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG