"Experiência" e "Inocência" chegam a Lisboa. Vêm aí dois dias de U2

Banda irlandesa regressa a Portugal oito anos depois e pela primeira vez tocam num recinto fechado.

Oito anos depois da última visita, os U2 regressam aos palcos portugueses já no próximo domingo, amanhã, e também na segunda-feira, na Altice Arena, em Lisboa, para dois concertos que estão há muito esgotados, apesar de, nos últimos dias, terem sido libertadas mais algumas centenas de bilhetes.

Na altura, o Estádio da Cidade de Coimbra encheu para dois concertos. Antes, em 2005, 1997 e 1993, foi o Estádio de Alvalade (os dois, neste caso) a receber a banda irlandesa. A primeira vinda dos U2 a Portugal foi no longínquo ano de 1982, no Festival Vilar de Mouros.

Os concertos de 16 e 17 de setembro marcam assim os primeiros espetáculos dos irlandeses em Portugal que não são ao ar livre.

Os U2 chegam a Portugal depois de quatro dias em Paris, na parte europeia da tour Experience+Innocence, que até começou da pior forma, com um concerto em Berlim em que Bono, vocalista da banda, perdeu a voz e o concerto terminou bem mais cedo. O início da digressão mundial foi a 2 de maio, em Tulsa, EUA.

A manter-se o que tem sido até agora a digressão europeia dos U2, a banda de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr. deverá apresentar mais de 20 temas, num concerto que além dos muitos clássicos da banda irlandesa deverá focar-se também em Songs of Innocence, disco de 2014, e Songs of Experience, de 2017, o 14.º disco do grupo.

Os alinhamentos dos espetáculos têm deixado alguns fãs insatisfeitos porque, após a digressão de 30 anos do disco The Joshua Tree, algumas dessas músicas, conhecidas de praticamente todos, acabaram por ficar de fora da nova digressão.

Dentro da Altice Arena espera-se que apareçam dois palcos, entre um maior e um outro com uma aura mais intimista, ligados por um corredor que tem um ecrã gigante por cima.

Estava programado a digressão dos U2 acabar em casa, com quatro concertos em Dublin, em novembro, mas agora vai terminar onde começou. Berlim, que não chegou a ver os U2 na máxima força, vai ser compensada a 13 de novembro deste ano.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG