"Era uma Vez...em Hollywood" reina no Critics' Choice Awards

Filme de Quentin Tarantino confirmou este domingo o estatuto de grande candidato a vencedor dos Óscares ao reinar entre as escolhas dos críticos norte-americanos de cinema

Na véspera de serem reveladas as nomeações para os Óscares, o filme Era Uma Vez ... em Hollywood, de Quentin Tarantino, confirmou o seu estatuto de grande candidato a vencedor dos Óscares durante o Critics' Choice Awards, gala de entrega de prémios atribuídos pela Critics Choice Association, a associação norte-americana de críticos de cinema.

O filme de Quentin Tarantino foi premiado com quatro galardões: melhor filme, melhor ator secundário (Brad Pitt), melhor produção original e melhor design de produção (Barbara Ling e Nancy Haigh). Nenhum filme recebeu tantos prémios na 25.ª gala anual dos críticos norte-americanos, que decorreu em Santa Mónica, na Califórnia.

"Concordo com os críticos pela primeira vez", brincou Tarantino depois de receber o prémio de melhor ator secundário, uma semana depois de Era Uma Vez ... em Hollywood ter vencido o prémio de melhor comédia dos Globos de Ouro.

O filme é uma crónica violenta e iconográfica que relata o percurso de uma estrela de westerns televisivos, Rick Dalton (interpretado por Leonardo DiCaprio) e do seu duplo, Cliff Booth (Brad Pitt), é uma carta de amor do seu realizador a uma era em Los Angeles, a década de 1960.

1917, uma odisseia da Primeira Guerra Mundial, ficou logo a seguir no ranking de filmes mais premiado, tendo ganhado três prémios no Critics' Choice Awards: melhor realizador (Sam Mendes), melhor cinematografia (Roger Deakings) e melhor edição (Lee Smith). Realizador e filme foram distinguidos há uma semana na cerimónia dos Globos de Ouro, atribuídos pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood.

Esta segunda-feira são conhecidas as nomeações para os Oscares.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG