Descoberto autorretrato de Van Gogh oculto há mais de um século

O retrato do pintor foi encontrado, por um museu escocês, na parte de trás de outra obra coberto por camadas de cola e cartão.

Um autorretrato de Vicent Van Gogh, escondido há mais de um século, foi descoberto no verso de outra pintura do pintor neerlandês por um museu escocês, que anunciou esta quinta-feira a descoberta "incrivelmente rara".

A descoberta "incrível" foi possível depois da pintura "Retrato de uma Mulher Camponesa", feita em 1885 pelo pintor pós-impressionista, ter sido analisada por raios-X, como parte de um exercício de catalogação e preparação para uma exposição em Edimburgo dedicada ao impressionismo.

O retrato do pintor foi encontrado na parte de trás da obra, coberto por camadas de cola e cartão que aparentemente tinham sido acrescentadas no século XX.

"Descobrimos uma obra desconhecida de Vicent Van Gogh, um dos artistas mais importantes e populares do mundo", disse a curadora da Galeria Nacional da Escócia, Frances Fowle, acrescentando que "tais momentos são incrivelmente raros".

O pintor neerlandês, cujas obras só alcançaram a fama depois da sua morte em 1890, tinha o hábito de reutilizar quadros para poupar dinheiro.

O autorretrato agora descoberto mostra um homem com barba sentado com um chapéu e um lenço à volta do pescoço, sendo ainda visível a orelha esquerda, que o pintor cortou em 1888.

Será possível ver a obra, através de uma caixa de luz, na exposição que decorre de 30 de julho a 13 de novembro na Galeria Nacional da Escócia, que está agora a estudar uma solução para separar as duas pinturas sem as danificar.

Nascido em 1853, Vicent Van Gogh foi considerado uma das figuras mais influentes na história de arte ocidental e criou mais de 2 mil obras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG