Artistas num andaime, música, dança, teatro. Há ilustração à vista em Ílhavo

Até domingo decorre a terceira edição do festival Ilustração à Vista em Ílhavo. Dos oficinas ao teatro, o traço toma conta da cidade com uma série de atividades grátis para toda a família. Destaque para concertos de Orelha Negra e Júlio Resende.

Num andaime de nove metros de altura coabitam seis ilustradores, uma atriz e música ao vivo. Fazem "uma ode à magia da criação", à "condição efémera da arte". É com o espetáculo "La Tortue de Gauguin", da companhia francesa Lucamoros, que arranca a terceira edição do festival Ilustração à Vista, esta quinta-feira à noite, na praça da Casa da Cultura de Ílhavo. Até domingo, o traço estende-se ao resto do concelho, com diversas atividades que vão das exposições ao teatro de rua.

Luís Ferreira, diretor do projeto cultural da cidade, destaca "um programa de luxo", com "estreias mundiais, nacionais e projetos desenhados de propósito para o festival". O objetivo principal, explica, "é desenhar o território, pensar e ocupar o espaço público", convidando a comunidade a participar.

Uma das estreias nacionais é precisamente o "La Tortue de Gauguin", que o programador do 23 Milhas descreve como "intenso" e "vibrante", com uma dimensão visual em "que se criam padrões, histórias e retratos", ao som de poesia e música. "Um espetáculo para toda a família", que se repete no sábado, às 21.30.

A música faz parte do programa e será acompanhada de espetáculos de luz e de vídeo. No sábado, os Orelha Negra sobem ao palco no Jardim Henriqueta Maia, em Ílhavo, num concerto que marca os dez anos de carreira da banda. Já no domingo, o pianista Júlio Resende apresenta o seu espetáculo "Cinderella Cyborg", na Fábrica das Ideias, na Gafanha da Nazaré, contando com o contributo da "Imagem e movimento", de Nuno Barbosa, realizador de dois dos seus 'videoclips'.

O coreógrafo e artista Gustavo Ciríacoestreia o seu novo trabalho Entre Cães e Lobos, na sexta-feira, e Rafael Alvarez também estreia "Na Onda de Distância", que já passou pelo Japão, e onde se junta à bailarina Yuta Ishikawa. De Itália chega a companhia de teatro Stalker os espetáculos "Steli" e "Prospero". E o programa conta, ainda, com exposições e oficinas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG