Arquitetura. Open House Porto regressa e precisa de 300 voluntários

Edição de 2018 propõe um roteiro gratuito por 70 locais das cidades do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, entre casas, palácios, bairros e monumentos

A 5ª edição do Open House Porto, evento de promoção da arquitetura e património edificado, está já definida e irá abranger um conjunto de 70 espaços de Matosinhos, Porto e Vila Nova de Gaia que irão abrir portas de forma gratuita para mostrar a excelência do património arquitetónico das três cidades. A organização necessita de 300 voluntários e as inscrições estão abertas até 15 de abril, na página de internet do evento promovido pela Casa da Arquitectura em parceria com os três municípios. As três centenas de voluntários irão estar presentes em cada um dos locais do roteiro para informar, aconselhar e acompanhar as visitas.

A última edição contou com 32 mil visitas e este ano, nos dias 29 e 30 de junho, são esperados visitantes em número superior. Dos 70 espaços que irão integrar o evento, 60% "mostram-se pela primeira vez a todos os que queiram conhecê-los", refere a organização, adiantando que no roteiro dedicado à "Vida Interior" podem ser descobertas "muitas casas, palácios, bairros, alguns monumentos; entrar na cidade, penetrar nos seus segredos, saber dos seus interstícios e das pessoas (ou da sua ausência)". Desde a primeira edição, em 2015, o Open House Porto já recebeu quase 100 mil visitas.

Esta edição é comissariada pelos arquitetos Nuno Valentim e Joana Couceiro. "Uma equipa jovem com diferentes experiências profissionais, com conhecimento e intervenção sobre a grande transformação que se está a operar no tecido urbano das cidades", diz o diretor executivo da Casa da Arquitectura. Nuno Sampaio realça também a "excelência da dupla curatorial e o ambicioso roteiro que se apresenta à Casa da Arquitectura com esta curadoria".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG