Expectativas altas para os Duran Duran

Jovens ou mais velhos, no primeiro dia do segundo fim de semana de Rock in Rio todos esperavam pelos Duran Duran. Em conversa com o DN, os amigos Jack, Rob, Cameron e Ryan destacavam a "energia" do festival. Já Francisco deu uma prenda de anos diferente à mulher, Maria.

Inês Dias
Jack, Rob, Cameron e Ryan vieram de Leeds para o Rock in Rio.© Rita Chantre /Global Imagens

Jack, Rob, Cameron e Ryan - De Leeds a Lisboa por um fim de semana no RIR

Depois de uma longa noite a conhecer Lisboa pela primeira vez, Jack, Rob, Cameron e Ryan contam que viajaram de Leeds, no Reino Unido, para vir ao Rock in Rio. Entusiasmados para ver Duran Duran, o grupo de amigos visitava a RP Game Square quando encontrou o DN. Enquanto se procuravam fugir ao calor com umas bebidas, explicaram que têm por hábito frequentar festivais de todo o mundo e só este ano já foram a mais de cinquenta concertos ao vivo. Durante este fim de semana, decidiram passar dois dias no Rock In Rio porque "já tinham ouvido maravilhas" sobre o festival. "Tentei não criar muitas expectativas quanto a este festival porque nunca aqui tinha vindo, mas só chegámos há 30 minutos e já está a ser incrível. A energia é fantástica, o sol está a brilhar e estamos muito entusiasmados", disse Rob. "É bom ver tanta gente junta de novo", sublinhou. Experientes em concertos, o grupo disse estar também ansioso pelo espetáculo de Post Malone e Jason Derulo a decorrer no último dia de festival.

Maria Moita e Francisco Henriques - Um aniversário diferente

© Rita Chantre /Global Imagens

Sentados à sombra bem perto do Palco Mundo desde cedo, Maria Moita, 64 anos, e Francisco Henriques, 73 anos, esperam pelo concerto de Duran Duran: uma das suas bandas favoritas. "Quando entrámos, fomos conhecer o espaço e agora estamos aqui à espera que as bandas subam ao palco", explicou Maria, que comemorava o aniversário no Rock In Rio. Uma prenda diferente oferecida por Francisco, que lhe quis proporcionar o primeiro concerto da banda inglesa num ambiente tão especial como o deste festival. "Sempre adorei os Duran Duran, são a banda da minha geração", disse Maria. Mas estava também desejosa de ver os restantes artistas do Palco Mundo. "Quero muito ver A-ha e UB40!" Depois de mais de dois anos de pandemia, Maria explica que o casal está feliz pelo ambiente, mas cauteloso quanto ao número de pessoas. Ainda assim, Francisco e Maria não escondiam as grandes expectativas quanto aos cabeça de cartaz.

Vera Bártolo - Uma tradição vinda de Tomar

© Rita Chantre /Global Imagens

Vera Bártolo, de 34 anos, veio de Tomar com um grupo de 22 pessoas diretamente para o Rock In Rio. Depois de cerca de duas horas numa viagem de comboio, o grupo acabava de entrar no recinto quando explicou ao DN que a visita ao festival já era uma tradição. "Temos por hábito vir todos juntos ao festival. Viemos em 2018 e este ano estamos de volta. Vínhamos cheios de "fome" do Rock in Rio", disse Vera. As expectativas estavam muito altas para todos, uns com preferência por Bush, Duran Duran e outros até empolgados com o concerto de Ney Matogrosso. Quanto às preparações para o festival, Vera explicou que todos trazem "o mínimo possível para não ter muito peso nas costas". "Voltar aos concertos depois de tanto tempo é agridoce porque há muito entusiasmo, mas ainda me sinto estranha no meio de tanta gente", admitiu.

João Ferreira - conhecer o RIR pela primeira vez

© Rita Chantre /Global Imagens

João Ferreira, de 24 anos, veio de Alverca com o pai e uns amigos para conhecer o RIR pela primeira vez. Os cabeça de cartaz são a banda com destaque principal para João, com expectativas altas para o concerto: "O meu pai ensinou-me a gostar de Duran Duran e praticamente desde que nasci que os ouço". No seu primeiro festival desde a pandemia, João disse ter "muitas saudades de concertos". Sendo a sua primeira vez no Rock in Rio, espera que os Duran Duran "façam o melhor espetáculo de sempre".

Sancha e Carla Joel - a dupla mãe e filha de Alenquer

© Rita Chantre /Global Imagens

Sancha Joel e Carla Joel, mãe e filha, desfrutavam de uma bebida perto do Galp Music Valley, enquanto esperavam pelo início dos espetáculos. Desde Alenquer, Carla veio visitar a filha que vive em Lisboa e vieram ao Rock in Rio para ver A-ha e Duran Duran. "Quando era miúda estas eram as bandas que eu gostava e a minha filha também cresceu a ouvir estas músicas", disse Carla. Sancha e Carla já tinham o bilhete cuidadosamente guardado desde 2020 e explicaram que a sua primeira vez no festival já estava a ser muito "divertida".