A rádio no Polo Norte que não tinha ouvintes e hoje tem 40 mil. Por culpa de Nuno Markl

A culpa é de Nuno Markl. Cal estava sozinho a passar "música incrivelmente boa" no Ártico, disse ele no programa noturno de Bruno Nogueira, live no Instagram. Os portugueses correram à página dele. E hoje, Cal está a reforçar os servidores para que Portugal, sobretudo, o possa ouvir. Até já passou Mário Laginha.

Na terça-feira à noite, e como é habitual, houve mais uma emissão do programa de Bruno Nogueira no Instagram chamado "Como é que o bicho mexe". Nuno Markl esteve lá como convidado - como quase todas as noites - e decidiu falar sobre uma rádio do Polo Norte que passa "música incrivelmente boa" mas que só tinha três seguidores.

Sugeriu que quem por lá estava - e já eram mais de 40 mil pessoas - fosse ouvir o Cal, um radialista com "uma grande coleção de 78s, 45s e LPs" que adora pôr a tocar todos os dias, com destaque para jazz e blues. Em poucas horas, a Arctic Outpost tinha mais de 40 mil seguidores - e todos portugueses.

Cal Lockwood não queria acreditar no boom de ouvintes e acabou por ceder aos pedidos de Portugal: no Ártico passou Mário Laginha.

Com tantos ouvintes, o programa de rádio - que é emitido online - começou a sofrer problemas de conexão, confirmou Lockwood na sua página oficial. Culpado? Nuno Markl e o público português, a quem o locutor agradeceu com uma mensagem e a imagem da bandeira de Portugal, prometendo estar já a reforçar os servidores para não deixar ninguém de fora.

Cal Lockwood enviou uma mensagem a Nuno Markl a agradecer a sugestão - e todos os ouvintes que lhe seguiram - e foi nessa conversa que contou como começou a rádio apenas como um projeto pessoal porque "já ninguém ouve rádio em AM". Um amigo convenceu-o a transmitir o programa online e foi assim que Markl o descobriu.

"Nestes tempos de isolamento, esta inesperada ponte Portugal - Polo Norte foi uma espécie de fábula que envolveu muita gente e tornou a solidão menos solitária. E ele passa música incrivelmente boa", escreveu Nuno Markl na publicação onde partilha a conversa que manteve com o radialista do Polo Norte.

Cal Lockwood vive no arquipélago de Svalbard, no Ártico, e hoje está menos sozinho: no seu Instagram já conta com 41 mil seguidores... e continua a contar!

"Hello from Portugal. We love you!" ou "Viemos do Bruno e do Markl", são algumas das centenas de mensagens que o radialista tem recebido de fãs portugueses.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG