"Africa" dos Toto vai tocar "para sempre" no deserto da Namíbia

A canção pode ser agora escutada em loop num lugar não revelado do deserto da Namíbia, através de um leitor mp3 ligado a seis colunas. Trata-se de uma instalação do artista Max Siedentopf.

A célebre canção da banda americana Toto regressou a casa e "para sempre". Africa pode ser agora escutada em loop num lugar não revelado do deserto da Namíbia, que tem mais de 1900 quilómetros. Um leitor de mp3 ligado a seis colunas, alimentados a energia solar, dão hoje forma a Toto Forever, instalação do artista Max Siedentopf.

De nacionalidades alemã e namibiana, o artista a residir em Londres afirmou à CNN querer que a canção dure naquele lugar e naquelas condições "o mesmo tempo" que carrega aquele que é o deserto mais antigo do mundo, com cerca de 55 milhões de anos.

Intrigado pelo facto de esta canção dos Toto, de 1982, que vendeu quatro milhões de cópias só nos EUA, persistir na atual cultura popular, Siedentopf disse querer "prestar a derradeira homenagem à canção e fisicamente mostrar Africa em África". Questionado sobre a razão para manter em segredo a localização da obra, o artista respondeu que quer que esta permaneça como "como um tesouro que apenas os mais leais fãs dos Toto podem encontrar".

Os Weeker, que fizeram um também já célebre desta canção dos Toto, atuam em Portugal na próxima edição do NOS Alive, em julho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG