Acusações de abuso: realizador de "Bohemian Rhapsody" suspenso dos prémios Bafta

O filme continua nomeado mas o nome de Bryan Singer foi retirado dos créditos. Prémios são entregues no domingo

O nome do realizador Bryan Singer, de Bohemian Rhapsody, foi retirado da nomeação para o Bafta de melhor filme britânico, na sequência das acusações de abuso sexual de menores que têm vindo a ser reveladas.

A academia britânica de cinema "considera os alegados comportamentos completamente inaceitáveis e incompatíveis com os seus valores". Em comunicado, a academia lembra que Singer negou as acusações mas que prefere manter a suspensão até o caso estar completamente esclarecido. "A Bafta acredita que toda a gente tem direito a desenvolver uma carreira num ambiente de trabalho seguro", lê-se no comunicado. Os prémios são entregues no domingo.

Além de melhor filme, Bohemian Rhapsody, que conta a história do vocalista dos Queen, Freddy Mercury, está nomeado noutras seis categorias, incluindo na de melhor ator, com Rami Malek.

Bohemian Rhapsody também está nomeado para o Óscar de Melhor Filme, tendo a Academia de Hollywood tomado uma decisão semelhante: o nome de Bryan Singer não aparece nos créditos dessa categoria, ao lado do produtor Graham King e do argumentista Anthony McCarten.

Bryan Singer foi afastado do projeto três semanas antes da rodagem estar completa devido ao comportamento irresponsável no plateau.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG