"A minha divisa? Vita brevis, ars longa" [A vida é curta, a arte é longa]"

O historiador de arte Anísio Franco conta-nos quais as suas virtudes e qualidades preferidas. E ficamos a saber que a sua "felicidade perfeita" é "na praia, lendo um bom livro".

A sua virtude preferida?

Franqueza.

A qualidade que mais aprecia num homem?

Inteligência.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?

Inteligência.

O que aprecia mais nos seus amigos?

Lealdade.

O seu principal defeito?

Preguiça.

A sua ocupação preferida?

Colecionar.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?

Na praia, lendo um bom livro.

Um desgosto?

A morte de meus pais.

O que é que gostaria de ser?

O que sou.

Em que país gostaria de viver?

Para além de Portugal, em Itália.

A cor preferida?

Encarnado.

A flor de que gosta?

Rosa.

O pássaro que prefere?

Papagaios.

O autor preferido em prosa?

Para além de Proust, Manuel Mojica Lainez.

Poetas preferidos?

Sophia de Mello Breyner, Pessoa, Bocage.

O seu herói da ficção?

Pier Francesco Orsini .

Heroína favorita na ficção?

Luísa de O Primo Basílio.

Os heróis da vida real?

Nelson Mandela.

As heroínas históricas?

Condessa da Ega.

Os pintores preferidos?

Leonardo da Vinci, Velásquez, Moroni .

Compositores preferidos?

Erik Satie, Debussy.

Os seus nomes preferidos?

António, José, Eduardo.

O que detesta acima de tudo?

Manga.

A personagem histórica que mais despreza?

Barão de Alvito (século XVI).

O feito militar que mais admira?

A tomada de Ormuz.

O dom da natureza que gostaria de ter?

Um órgão sexual maior.

Como gostaria de morrer?

Sem sofrimento.

Estado de espírito atual?

Stressado.

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?

Todos. Errar é humano.

A sua divisa?

Vita brevis, Ars longa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG