A atriz empregada de limpeza e o colar de Audrey Hepburn

Numa cerimónia aborrecida, Olivia Colman acabou por dar o toque cómico que faltava, no seu discurso de melhor atriz (uma das poucas surpresas da noite).

A vitória de Olivia Colman como melhor atriz acabou por ser uma surpresa, ainda que não totalmente chocante. Havia a expectativa de à sétima ser de vez para Glenn Close, mas a rainha Anne de A Favorita acabou mesmo por levar a estatueta para casa.

Conquistou também o troféu de melhor discurso da noite. "É genuinamente stressante. É hilariante, eu ganhei um Óscar", reagiu a atriz britânica, em palco.

Sem esquecer a favorita ao prémio - Glenn Close - Olivia Colman garantiu que era a sua escolha, também. "Glenn Close, és o meu ídolo e não era assim que eu queria que as coisas acontecessem."

"A todas as meninas que praticam este discurso em frente à televisão - nunca se sabe! Já trabalhei como empregada da limpeza e adorava esse trabalho", disse, ainda.

Quem também estava nomeada, mas chamou mais a atenção pela sua performance na música Shallow (sendo mesmo um dos poucos pontos altos da cerimónia) foi Lady Gaga. A cantora e atriz também deu nas vistas por usar um colar da marca Tiffany's (da qual é embaixadora). O colar não só tem 141 anos, como está avaliado em 26,4 milhões de euros.

O colar que se chama The Tiffany Yellow Diamond já conhecia o estrelato: foi filmado no pescoço da não menos emblemática Audrey Hepburn na promoção do filme Breakfast at Tiffany's. Hepburn foi aliás a última pessoa a usar este colar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG