Primeiro voo de helicóptero em Marte foi um sucesso

"Os dados do altímetro confirmam que o Ingenuity realizou seu primeiro voo", disse um engenheiro que controlava a operação. O aparelho voou durante 40 segundos.

DN
 | foto NASA

O primeiro voo do helicóptero Ingenuity em Marte foi um sucesso, garantiu esta segunda-feira a NASA. De acordo com os dados e imagens enviados para o centro de operações, o aparelho conseguiu voar durante 40 segundos, quando eram 11.15 horas em Portugal continental, tornando-se no primeiro voo não tripulado num planeta que não a Terra.

Um engenheiro do Laboratório de Propulsão a Jato anunciou, enquanto a sala de controlo comemorava, que "os dados do altímetro confirmam que o Ingenuity realizou seu primeiro voo, o primeiro de uma aeronave motorizada noutro planeta".

Um vídeo de curta duração foi enviado pelo rôbo rover Perseverance onde se vê o helicóptero a aterrar, três metros acima da superfície em Marte.

A própria máquina enviou uma fotografia a preto e branco a partir da própria câmara, onde se vê a própria sombra do objeto projetada na superfície.

"Agora podemos dizer que os humanos fizeram voar um helicóptero noutro planeta!", anunciou a engenheira chefe MiMi Aung. "Temos falado tanto sobre o momento dos nossos irmãos Wright em Marte, e aqui está", acrescentou.

A temperatura sentida em Marte pode cair para -90° celsius e o helicópetro alimenta-se através dos painéis solares e usa energia para se manter vivo durante as noites. Apesar do seu peso leve (1,8 kg), a dificuldade do voo é grande, já que a densidade em Marte é apenas cerca de 1% da densidade da Terra, ou seja, o voo é mais exigente, daí o helicóptero parecer um drone com seis motores e um rotor.

A filha de emigrantes portugueses que moram em França, Florbela Costa, lidera o projeto dos tais motores. Florbela Costa, engenheira aeronáutica e que trabalha no grupo suíço Maxon, foi a gestora técnica do projeto que criou os motores que controlam a inclinação das pás do rotor principal, o que permite a propulsão do helicóptero.