Morreu Maria Helena Rocha Pereira

Especialista em estudos clássicos tinha 91 anos.

Maria Helena Rocha Pereira, especialista portuguesa em Estudos Clássicos, morreu esta segunda-feira. As cerimónias fúnebres decorrerão amanhã, terça-feira, às 15.00, na Igreja da Lapa, no Porto.

Maria Helena da Rocha Pereira, natural do Porto, licenciou-se e doutorou-se em Estudos Clássicos na Universidade de Coimbra, em 1956, com a tese Concepções helénicas de felicidade no além: de Homero a Platão. Foi a primeira mulher doutorada naquela universidade e foi também a primeira professora catedrática na Universidade de Coimbra.

Numa entrevista a Anabela Mota Ribeiro, publicada no suplemento DNa, do Diário de Notícias, em 2003, lembrava esse momento: "Tenho gosto em tê-lo feito. O meu doutoramento foi o primeiro de uma senhora numa universidade que tinha 666 anos, na altura. Eu queria atingir essa meta, indispensável para poder continuar e para ensinar. Gosto muito de ensinar."

Especializou-se na Universidade de Oxford. Publicou mais de 300 livros e artigos, em Portugal e no estrangeiro. Entre as suas obras mais conhecidas estão os dois volumes dos Estudos de História da Cultura Clássica.

Em sua honra a Fundação Engenheiro António de Almeida criou o prémio "Doutora Maria Helena da Rocha Pereira", que visa galardoar uma tese de doutoramento em Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Foi várias vezes premiada, por exemplo em 1989 com o prémio P.E.N. Clube Português de Ensaio pela obra Novos ensaios sobre temas clássicos na poesia portuguesa ou em 2006 com o Prémio Trofeu Latino, da União Latina.

Em 2010, Maria Helena Rocha Pereira recebeu das mãos do Presidente da República, Cavaco Silva, o Prémio Vida Literária, atribuído pela APE - Associação Portuguesa de Escritores.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG