Livraria Portugal, há 70 anos no Chiado, vai encerrar

A Livraria Portugal, a funcionar há 70 anos na Rua do Carmo, no Chiado, vai encerrar devido à quebra nas vendas, revelou um dos sócios à agência Lusa.

A histórica livraria, que faria 71 anos em maio próximo, chegou a ter 50 funcionários, restando hoje cerca de uma dezena, indicou um dos sócios, António Machado.

A livraria é propriedade da Dias & Andrade Lda, empresa que deverá ceder o espaço a outro negócio dentro de dois meses.

O responsável, que trabalha na Livraria Portugal há quatro décadas, explicou que a situação começou a tornar-se "insustentável com as grandes alterações no mercado livreiro, a quebra das vendas e a insuficiência de meios para pagar as despesas".

"Os livros vendem-se hoje em todo o lado: nas grandes superfícies, na internet, nos correios, a preços e com condições que não podemos acompanhar", referiu.

Dado o agravamento da situação económica, e sobretudo após os maus resultados nas vendas durante o período do Natal, os sócios decidiram há poucos dias, em assembleia-geral, ceder o espaço a outra empresa, na sequência de uma proposta.

"Já passámos por muitas crises ao longo destes anos, mas agora é impossível continuar", lamentou António Machado sobre a livraria generalista, que vende desde romances, livros técnicos a dicionários.

Com dois pisos de exposição no centro histórico de Lisboa, a livraria foi frequentada ao longo de 70 anos por escritores portugueses de renome como Fernando Namora, Aquilino Ribeiro, Jaime Cortesão, entre outros.

"O que me dói mais é que contactámos livreiros para tentar deixar este espaço a quem continue no mesmo negócio, mas nenhum se mostrou interessado", lastimou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG